Anúncios Airlitgh

RCWTV - Sua fonte de notícias de Juiz de Fora e região.

Segunda-feira, 22 de Julho de 2024
https://rezato.com.br/
https://rezato.com.br/

Tecnologia

Estudo da Unicamp é Reconhecido como um dos Melhores de 2023 pelo The ISME Journal

Pesquisa revela bactérias do solo que atuam como fertilizantes naturais, impulsionando a agricultura sustentável

João Vítor Fonseca
Por João Vítor Fonseca
/ 51 acessos
Estudo da Unicamp é Reconhecido como um dos Melhores de 2023 pelo The ISME Journal
Foi preciso martelo e cinzel para retirar amostras do terreno onde vive a Barbacenia macrantha, umas das bactérias descritas no artigo (foto: Rafael Soares Correa de Souza/GCCRC-Unicamp)
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

Um estudo realizado no Centro de Pesquisa em Genômica Aplicada às Mudanças Climáticas (GCCRC) da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) foi classificado como um dos três mais influentes de 2023 pelos editores do The ISME Journal, periódico de renome na área de ecologia microbiana.

O trabalho, intitulado “Plant microbiomes harbor potential to promote nutrient turnover in impoverished substrates of a Brazilian biodiversity hotspot”, revelou bactérias do solo que são altamente eficazes na captura e solubilização de fósforo, tornando-o disponível para as plantas. Esses microrganismos foram encontrados nos Campos Rupestres, uma região no centro do Brasil conhecida por sua biodiversidade, apesar de seus solos ácidos e pobres em fósforo.

Descoberta Revolucionária

Leia Também:

Fruto da tese de doutorado de Antônio Camargo, com contribuições de Rafael S. C. de Souza, Juliana José, Isabel R. Gerhardt, Ricardo A. Dante, Supratim Mukherjee, Marcel Huntemann, Nikos C. Kyrpides, Marcelo F. Carazzolle e Paulo Arruda, o estudo demonstrou que as bactérias dos Campos Rupestres possuem 25% mais genes relacionados à solubilização de fósforo do que as encontradas em outros ambientes. Essa característica permite que plantas como Vellozia epidendroides e Barbacenia macrantha prosperem em condições adversas. As plantas, em troca, liberam compostos orgânicos que atraem essas bactérias, estabelecendo uma relação simbiótica benéfica para a nutrição vegetal.

Essa descoberta abre portas para o desenvolvimento de novos biofertilizantes, que podem diminuir a dependência do Brasil de fertilizantes fosfatados importados, reduzindo os impactos ambientais e econômicos e promovendo uma agricultura mais sustentável.

Impacto e Reconhecimento

O artigo, publicado em dezembro de 2022 e destacado pela Agência FAPESP, foi avaliado com base em métricas de repercussão e conteúdo. Desde a sua publicação, alcançou mais de 11 mil acessos, 20 citações e um Altimetrics Score de 88, que mede o engajamento e disseminação em jornais on-line, redes sociais e blogs. Este escore posiciona o artigo entre os 3% mais citados de 484.069 publicados no mesmo período em todas as revistas.

Sobre o GCCRC

O GCCRC é um Centro de Pesquisa em Engenharia (CPE) constituído pela FAPESP e pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) na Unicamp. Mais informações sobre o prêmio The ISME Journal Best Paper Award 2023 podem ser encontradas no site oficial do periódico.

Para mais detalhes, acesse: The ISME Journal Best Paper Award 2023

*Com informações do GCCRC.

Mantenha seus amigos informados... Compartilhe esta matéria!

Acesse o nosso site e receba notícias da RCWTV no Whatsapp. Participe do nosso grupo e fique por dentro das principais notícias que movimentam o nosso site!

Curta e siga nossas redes sociais.

FONTE/CRÉDITOS: Agência FAPESP
Comentários:
João Vítor Fonseca

Publicado por:

João Vítor Fonseca

Saiba Mais
rcwtv
rcwtv

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )