Anúncios Airlitgh

RCWTV - Sua fonte de notícias de Juiz de Fora e região.

Terça-feira, 23 de Julho de 2024
https://rezato.com.br/
https://rezato.com.br/

Policial

Operação sepulcro caiado prende 30 pessoas, sequestra imóveis e bloqueia ativos financeiros de até 3,5 bilhões

Ação do Laboratório de Tecnologia contra Lavagem de Dinheiro visa o combate ao crime organizado, tráfico de drogas e lavagem de dinheiro na Zona da Mata

Redação
Por Redação
/ 605 acessos
Operação sepulcro caiado prende 30 pessoas, sequestra imóveis e bloqueia ativos financeiros de até 3,5 bilhões
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) junto com a Polícia Militar deflagraram, na última quarta-feira (23), a operação Sepulcro Caiado, que resultou na prisão de 31pessoas, além do sequestro judicial de 49 veículos, 14 imóveis, 30 cavalos de raça e bloqueio de ativos financeiros no valor de 3,5 bilhões. A investigação foi realizada pelo Laboratório de Tecnologia contra Lavagem de Dinheiro do 4º Departamento de Polícia Civil em Juiz de Fora.

De acordo com o boletim, cerca de 500 policiais civis, militares e penais participaram da ação, que foi realizada, simultaneamente, em Juiz de Fora, Lima Duarte, Divinópolis, Cariacica (ES), São Paulo e Rio de Janeiro. Dos 31 mandados cumpridos, 28 foram em Juiz de Fora, um em Lima Duarte, um em Divinópolis e um São Paulo. Foram alvos de busca e apreensão 21 empresas investigadas por lavagem de dinheiro. Essas empresas tiveram as suas contas bloqueadas.

Segundo o delegado responsável pela operação, Rômulo Segantini, as investigações iniciaram em 2021. Foi apurado que empresas eram utilizadas para a lavagem de dinheiro proveniente do tráfico de drogas. Uma empresa instalada no Espírito Santo também está entre as investigadas. "Um dos líderes da organização criminosa adquiria cavalos de raça. Ao todo, foram 30 semoventes apreendidos, que são avaliados em quase R$ 1 milhão", ressaltou.

Publicidade

Leia Também:

Entre as empresas, estão bares, casa de show, restaurantes, açougues e distribuidora de bebidas situadas em diferentes regiões de Juiz de Fora. Contudo, a investigação apontou que o bairro Vila Ideal, na região Sudeste, concentrou a maior movimentação do tráfico de drogas. Os bairros Furtado de Menezes, Poço Rico, Grambery e Olavo Costa também tiveram empresas dentre os alvos. 

 

O rastreamento dos valores chegou a apurar a movimentação de cerca de R$ 3,5 bilhões. Além de ligações com tráfico de drogas em outros estados, as organizações criminosas também atuavam no roubo e clonagem de veículos.

Para o chefe do 4º Departamento de Polícia Civil em Juiz de Fora, delegado Eurico da Cunha Neto, a operação é um feito histórico. "Com ações como essa, a PCMG demonstra que o trabalho de inteligência e a persistência em investigações de médio e longo prazo são capazes de resultados que atingem a estrutura do crime organizado", ressaltou.

 

Mantenha seus amigos informados... Compartilhe esta matéria!

Acesse o nosso site 

https://www.rcwtv.com.br/

 

Receba notícias da RCWTV no Whatsapp e fique por dentro das principais notícias que movimentam o nosso site! Participe do nosso grupo: https://chat.whatsapp.com/EeSJvQx8kVA3J3kMmSevMw

 

Curta e siga nossas redes sociais

noticias de juiz de fora, #juiz de fora, #rcwtv, #noticias minas gerais, #pjf, #notícias em juiz de fora, #notícias em minas gerais, #noticias mg

Comentários:
Redação

Publicado por:

Redação

Portal de notícias criado em novembro de 2020 para informar a população sobre acontecimentos da cidade de Juiz de Fora e região.

Saiba Mais
rcwtv
rcwtv

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )