Anúncios Airlitgh

RCWTV - Sua fonte de notícias de Juiz de Fora e região.

Sabado, 18 de Maio de 2024
https://rezato.com.br/
https://rezato.com.br/

Geral

Lindolfo Hill - um outro olhar para a esquerda 06

Série Lindolfo Hill - Origem Germânica

Alexandre Müller Hill Maestrini
Por Alexandre Müller Hill...
/ 207 acessos
Lindolfo Hill - um outro olhar para a esquerda 06
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

ARTIGO ANTERIOR - 05 INTRODUÇÃO

ORIGEM GERMÂNICA

Os bisavôs germânicos de Lindolfo Hill, Margaretha e Franz Hill, viviam numa casa simples no vilarejo de Wendelsheim no Grão-Ducado de Hessen (atualmente Alemanha) e de lá emigraram para o Brasil em busca de uma vida melhor no ano de 1858.11 Franz nasceu em 22.5.1824 na cidade de Gensingen e casou-se com Margaretha Debler Hill. Ela tinha nascido em 16.8.1827 em Erbes-Büdesheim. O jovem Franz mudou-se para a cidade vizinha de Neubamberg, época em que conheceu Margaretha e tiveram uma filha, batizada de Margaretha Hill, em 20.2.1850.

Publicidade

Leia Também:

A vida tomava seus rumos e, no ano seguinte, em 26.6.1851, em Wendeslheim falecia a sogra Margaretha Reinig Debler, mas também nascia em Wendelsheim, em 14.12.1851, a segunda filha do casal, Klara Hill. Com a família crescendo, resolveram se casar na igreja católica e Franz mudou-se definitivamente para Wendelsheim, passando a morar com a família Debler, na rua Neugasse 14.12 A vida não era fácil, mas o casal foi novamente agraciado, em 28.12.1855, com o nascimento de mais um filho que batizaram de Johannes Hill.

Três anos mais tarde, em 1858, o casal emigrou para o Brasil, trazendo seus filhos e o sogro viúvo Jacob Debler. Boa parte das despesas da viagem e da nova vida na região do Parahybuna (atual Juiz de Fora – MG) foram financiadas com a venda da casa do sogro em Wendelsheim e, apesar do jovem casal ter emigrado com poucas posses em 1858, deixou para seus descendentes de Juiz de Fora uma boa herança com três alqueires de terra em capoeira, calculada no inventário em 24.5.1912, no valor de 900$000 (novecentos mil réis).

O pai de Lindolfo Hill, Carlos José Hill, com a profissão de construtor, viveu em Juiz de Fora, exercendo seu ofício como profissional liberal e administrando uma pequena empresa da construção civil. A empresa registrada como “Carlos Hill – Construtor de Obras” funcionava na Avenida Américo Lobo 795. Especializada em pequenas obras, era também um dos fornecedores de materiais para as obras públicas da Câmara de Juiz de Fora, que nesta época fazia também o papel de poder executivo como prefeitura. No ano de 1916, entregou 157 carroças de areia para a construção do “paredão da Germânia”, que estava sendo executada pelo poder público municipal.

Os pais de Lindolfo casaram-se no Fórum de Juiz de Fora, às 15:30 horas, no dia 17.5.1902. A mãe Dona Eliza Scoralick Hill era filha dos imigrantes germânicos Anton “Antônio” Scoralick e Dona Margaretha “Margarida” Hahn Scoralick. No dia do nascimento de Lindolfo/Lindolpho ambos os avós já eram falecidos. Filho de Dona Eliza Scoralick Hill e Carlos José Hill, Lindolfo Hill nasceu em Juiz de Fora, no dia 15.1.1917, às 23 horas. Veio ao mundo na casa onde moravam na Avenida Américo Lobo, 795 no Bairro Manoel Honório. Como a maioria dos descendentes de imigrantes germânicos de Juiz de Fora, Lindolfo Hill não era de família rica; e comum para a época, Lindolfo foi registrado somente no dia 19.1.1917.

Infelizmente Lindolfo veio a perder o pai tragicamente no dia 18.2.1917, quando tinha apenas 1 mês de idade e, sem a força de trabalho do pai, cresceu em condição econômica humilde em Juiz de Fora junto com os 4 irmãos Maria, Ermelinda “Linda”, Madalena “Lena” e Carolina Hill. Foram criados sob os cuidados amorosos de sua mãe Eliza Scoralick Hill, mas, sem o marido, a vida tinha se tornado mais difícil para a viúva de Carlos José Hill.

ARTIGO SEGUINTE - 07 POSFÁCIO

Comentários:
Alexandre Müller Hill Maestrini

Publicado por:

Alexandre Müller Hill Maestrini

Alexandre Müller Hill Maestrini é professor de alemão no Instituto Autobahn e autor de quatro livros: Cerveja, Alemães e Juiz de Fora, Franz Hill – Diário de um Imigrante Alemão, Lindolfo Hill – Um outro olhar para a esquerda e Arte Sutil.

Saiba Mais
rcwtv
rcwtv

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )