Anúncios Airlitgh

RCWTV - Sua fonte de notícias de Juiz de Fora e região.

Sabado, 20 de Julho de 2024
rcwtv
rcwtv

Policial

Operação Catarse VI: Ex-presidente da Câmara de Muriaé é Alvo de Investigação Criminal

Ministério Público cumpre mandados para desmantelar esquema de lavagem de dinheiro envolvendo centenas de crimes

Redação
Por Redação
/ 54 acessos
Operação Catarse VI: Ex-presidente da Câmara de Muriaé é Alvo de Investigação Criminal
Rede Social
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

Na manhã desta quarta-feira, 10 de julho, o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), em parceria com o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) da Zona da Mata, deflagrou a sexta fase da operação Catarse. A ação tem como alvo uma associação criminosa supostamente liderada por um ex-presidente da Câmara Municipal de Muriaé, investigado por lavagem de dinheiro. A operação, realizada com o apoio da Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público de Muriaé e das Polícias Militar e Civil, visa cumprir três mandados judiciais no município.

O Esquema Criminoso

O ex-parlamentar é suspeito de movimentar grandes quantias de dinheiro por meio de contas bancárias de familiares, além de ocultar a propriedade de veículos, empresas, imóveis, máquinas, gado e dinheiro. De acordo com o MPMG, a investigação apurou quase 800 crimes contra a Administração Pública, incluindo concussão, corrupção passiva, peculato e associação criminosa.

Publicidade

Leia Também:

 

Segundo o promotor de Justiça Breno Costa da Silva Coelho, coordenador do Gaeco, a operação Catarse, que começou em novembro de 2021, já resultou no cumprimento de 62 mandados de busca e apreensão. Entre os alvos, estão cinco vereadores em exercício, três ex-vereadores, seis postos de gasolina, três construtoras e 14 empresários. A operação também levou ao cumprimento de três mandados de prisão preventiva, dois de prisão temporária, dois de afastamento de cargos públicos e dez mandados cautelares de proibição de contratação com a Administração Pública.

 

Bens Bloqueados e Apreendidos

Como parte da operação, diversos bens foram indisponibilizados, bloqueados ou apreendidos. Entre eles:

 

Três imóveis em Muriaé

R$ 310.550,96 em cheques

R$ 77.228,30 em dinheiro

R$ 34.481,92 bloqueados judicialmente

  • Três caminhões
  • Duas escavadeiras
  • Uma carregadeira
  • Duas caminhonetes
  • Um ônibus
  • Sete carros
  • Três reboques
  • Uma moto

Continuidade das Investigações

As investigações continuam em andamento, com o objetivo de desmantelar completamente a associação criminosa e recuperar os recursos desviados. O MPMG reforça a importância da operação Catarse no combate à corrupção e à lavagem de dinheiro, destacando a necessidade de transparência e integridade na administração pública.

 

O impacto da operação se estende além dos mandados e apreensões, com a esperança de que as ações desencadeiem uma onda de mudanças positivas e de maior vigilância contra práticas ilícitas. A população de Muriaé e região aguarda ansiosa por mais informações e pelos próximos passos das autoridades envolvidas.

 

Fique atento para mais atualizações sobre a operação Catarse e os desdobramentos dessa importante investigação que visa garantir justiça e transparência na gestão pública.

Se você achou esta matéria interessante e relevante, compartilhe com seus amigos e familiares.

Para receber as principais notícias do dia na palma da sua mão, https://bit.ly/455qi8H participe do nosso grupo no WhatsApp. Lá você terá acesso a atualizações em tempo real. Não perca tempo junte-se a nós agora.

Comentários:
Redação

Publicado por:

Redação

Portal de notícias criado em novembro de 2020 para informar a população sobre acontecimentos da cidade de Juiz de Fora e região.

Saiba Mais
https://rezato.com.br/
https://rezato.com.br/

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )