Anúncios Airlitgh

RCWTV - Sua fonte de notícias de Juiz de Fora e região.

Sabado, 20 de Julho de 2024
rcwtv
rcwtv

Cultura e Entretenimento

“Sarancine: Um Festival de Cinema que Inspira a Sustentabilidade”

Como um festival de cinema está transformando uma comunidade rural.

Jordana Alves
Por Jordana Alves
/ 117 acessos
“Sarancine: Um Festival de Cinema que Inspira a Sustentabilidade”
Carabina Cultura
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

Sarancine 2024, Festival de Cinema Ambiental e Gastronomia de Sarandira, está em sua quarta edição e tem como objetivo ampliar o debate sobre conscientização ambiental, sustentabilidade e gastronomia socioambiental. Além da programação diversificada no distrito de Sarandira, que ocorrerá de 28 a 30 de junho, o festival também terá debates, shows e exibições de filmes no Teatro Paschoal Carlos Magno, em Juiz de Fora, de 21 a 23 de junho.

Desde sua primeira edição presencial em Sarandira, o festival reconheceu a necessidade de tornar os filmes e debates mais acessíveis. Essa edição expande o público ao trazer o evento para o centro de Juiz de Fora, com o objetivo de provocar e incentivar o debate ambiental na região. A abertura oficial contará com a presença de autoridades e abordará temas como a urgência dos debates ambientais em tempos de crise climática, o papel do cinema na sensibilização e as políticas públicas municipais relacionadas à educação, preservação e regeneração ambiental. O show de abertura será com Fabrício Conde, seguido pela exibição do documentário “O Destino Está na Origem”, dirigido por Pedro de Castro Guimarães (GO) e com duração de 70 minutos.

Durante o primeiro momento do evento, que ocorrerá de sexta a domingo, serão exibidos filmes produzidos em diversas regiões do Brasil. A seleção foi feita a partir de 119 inscrições de 20 estados do país. Os temas abordados são amplos e incluem questões como a preservação da cultura e das línguas indígenas, poluição dos rios, tragédias relacionadas a mineradoras em Minas Gerais, reciclagem, desmatamento e queimadas. Esses dramas ambientais, muitos dos quais sequer imaginávamos que estivessem ocorrendo em todo o país, serão apresentados durante as exibições.

Leia Também:

Os filmes selecionados serão avaliados em duas categorias: “Melhor Filme” pelo júri oficial e “Melhor Filme” pelo júri popular. Os vencedores receberão certificados digitais de premiação e troféus para cada categoria.

Em Sarandira, além das exibições de filmes e debates, a programação diversificada inclui oficinas, apresentações artísticas e uma feira gastronômica com quitutes típicos da culinária local. A abertura oficial do evento em Sarandira retoma as discussões iniciadas no Teatro Paschoal Carlos Magno e contará com a participação dos convidados Giane Elisa, Marcelo do Carmo, Raphael Ribeiro e Carlos Canela. O foco do debate será principalmente em políticas públicas relacionadas ao desenvolvimento do audiovisual e à proteção do meio ambiente .

Sarancine 2024 oferece uma variedade de oficinas, incluindo Linguagem Audiovisual para Dispositivos Móveis (produção de filmes com celulares) ministrada por Pedro Carcereri, e a Oficina de Gastronomia com o chef João Simoncini. Além disso, há a oficina “Sarandira a Partir das PANCs: Resgatando e Descobrindo Novos Sabores” com Cris Schittini e Solange de Paula, bem como a oficina “Varal de Memórias” do projeto de extensão do curso de Arquitetura e Urbanismo do UniAcademia. Durante o evento, também haverá intervenções artísticas com as palhaças Santa Mama (Nanoka e Chimbica).

O festival ocorrerá em um novo espaço em Sarandira, refletindo a necessidade de ampliar o local. O tema central deste ano é a “Regeneração Ambiental”, e o evento acontecerá após o campo de futebol, acima da Mina de Sarandira, no centrinho do distrito.

Além disso, o Sarancine 2024 apresentará uma programação diversificada durante todo o dia, adequada para todas as idades. Os shows incluirão o virtuoso contrabaixista, arranjador e compositor mineiro Dudu Lima (convidado especial), a maravilhosa banda Serafins, que traz um show dançante e poético de forró e poesia, e a Blues Box Street Band, com um cortejo emocionante .

Sarancine 2024 tem como temas essenciais a educação ambiental, a sustentabilidade, a gastronomia socioambiental e o estímulo à preservação do meio ambiente, bem como o desenvolvimento de comunidades ambientalmente atuantes, sustentáveis e atraentes. O festival promove debates e busca soluções para melhorar a qualidade de vida nos distritos, cidades e países do mundo de maneira ativa e sustentável.

Além da preservação ambiental, o Sarancine 2024 abordará um tema presente nos filmes selecionados: a regeneração ambiental. Ainda é possível dar um passo atrás, revisar nossos erros e corrigir nossos rumos para proporcionar à natureza condições mínimas de recuperação?

O evento é idealizado e realizado pela Associação Carabina Cultural, com sede no distrito de Sarandira, Juiz de Fora, e pela Carabina Filmes, com coordenação de produção de Léo Matias. O Sarancine 2024 conta com recursos da Prefeitura de Juiz de Fora, por meio da Fundação Cultural Alfredo Ferreira Lage (Funalfa), através do Programa Cultural Murilo Mendes - Edital Murilão 2023 e do Edital de Fomento a Projetos Turísticos 2024 .

Na edição de 2024, o Sarancine será realizado não apenas no distrito de Sarandira, mas também no centro de Juiz de Fora e em Belo Horizonte. A programação inclui exibição de filmes presencialmente em Sarandira durante a semana do meio ambiente (de 7 a 9 de junho de 2024) e, posteriormente, em datas ainda a definir nas cidades de Juiz de Fora e Belo Horizonte. Além das exibições, o festival promoverá bate-papos e ações focadas em temas socioambientais, culturais e gastronômicos.

Os filmes e debates buscam soluções para melhorar a qualidade de vida em distritos, cidades e países de forma ativa e sustentável. Nesta edição, o festival premiará todos os filmes selecionados para exibição com um cachê simbólico, variando de R$ 400,00 a R$ 1.000,00, dependendo da duração do filme.

É inspirador ver como o Sarancine se esforça para unir cinema, cultura e consciência ambiental, contribuindo para um mundo mais sustentável e consciente. 

PROGRAMAÇÃO

SEXTA-FEIRA (21)

FESTIVAL SARANCINE | JUIZ DE FORA 21 A 23 DE JUNHO

NO TEATRO PASCHOAL CARLOS MAGNOSEXTA-FEIRA (21)
13h30 – MOSTRINHA SARANCINE

A MENINA E O MAR
Gabriel Mellin (RJ)
Ficção | 18 min
CADIM
Luiza Pugliesi Villaça
Animação | 06 min


AGOSTO DOS VENTOS
Paulo Henrique Antunes (MG)
Animação | 05 min
A MENINA E A ÁRVORE
Ara de Andrade Martins (MS)
Animação | 10 min
POROROCA
Francisco Franco e Fernanda Roque (MG)
Animação | 06 min
FELÍCIA E OS SUPER-RESÍDUOS DO BEM
Laly Cataguases (MG)
Animação | 12 min
AURORA - A RUA QUE QUERIA SER UM RIO
Radhi Meron (SP)
Animação | 10 min

18h30 - ABERTURA
Carlos Canela
Cineasta, roteirista, co-diretor do Festival Sarancine
Giane Elisa Sales de Almeida
Diretora-geral da Funalfa
Raphael Lopes Ribeiro
Secretaria de Sustentabilidade em Meio Ambiente e Atividades Urbanas (SESMAUR)
Marcelo do Carmo
Secretário de Turismo (SETUR)

19h30 – SHOW DE FABRÍCIO CONDE
Mineiro de Juiz de Fora, Fabrício Conde é músico e contador de histórias.
Com cinco discos autorais, um DVD e dois livros publicados, trabalha para a divulgação da
cultura popular brasileira tendo se apresentado em vários países da Europa e América do
Sul.

20h30 - EXIBIÇÃO DO FILME "O DESTINO ESTÁ NA ORIGEM"
Pedro de Castro Guimarães (GO) Doc | 70 min
Sinopse: Um encontro revelador entre 8 etnias indígenas, as caixeiras do Divino do
Maranhão, a Regente Renata Amaral e o Produtor musical André Magalhães.

SÁBADO (22)
15h30 – MOSTRINHA SARANCINE
A MENINA E O MAR
Gabriel Mellin (RJ)
Ficção | 18 min
CADIM
Luiza Pugliesi Villaça
Animação | 06 min
AGOSTO DOS VENTOS
Paulo Henrique Antunes (MG)
Animação | 05 min
A MENINA E A ÁRVORE
Ara de Andrade Martins (MS)
Animação | 10 min
POROROCA
Francisco Franco e Fernanda Roque (MG)
Animação | 06 min
FELÍCIA E OS SUPER-RESÍDUOS DO BEM
Laly Cataguases (MG)
Animação | 12 min
AURORA - A RUA QUE QUERIA SER UM RIO
Radhi Meron (SP)

Animação | 10 min

17h - ENCONTRO DO AUDIOVISUAL DE JUIZ DE FORA
Com a participação de Nitay Krishna - Representante do setor audiovisual
Cesar Piva - Instituto Fábrica do Futuro
Ignácio Delgado - Secretário de desenvolvimento PJF
Carlos Canela - Co-diretor do Festival Sarancine

19h - MOSTRA DE FILMES - CURTAS 02
ERVA QUE CURA, ERVA QUE BENZE
Caroline França (BA)
Documentário | 10 min
DAS ÁGUAS
Adalberto Oliveira e Tiago Martins Rêgo (PE)
Documentário | 17 min
A FUMAÇA E O DIAMANTE
Bruno Villela, Fábio Bardella e Juliana Almeida (DF)
Documentário | 06 min
TUPANANCHISKAMA
Rafael de Almeida (Brasil/ Peru)
Documentário | 07 min
O FAZEDOR DE MIRANTES
Betânia Victor e Lucas Franzoni (DF/GO)
Documentário | 19 min

20h30 - MOSTRA DE FILMES - LONGA 03
REJEITO
Pedro de Filippis (MG)
Documentário | 75 min
Sinopse: Após os maiores rompimentos de barragens de rejeito da história, novas barragens
ameaçam romper sobre milhões de pessoas em Minas Gerais. Uma conselheira ambiental
do Estado confronta o modus operandi do governo e mineradoras, enquanto moradores
resistem em suas comunidades ameaçadas. 

SEXTA-FEIRA 28 de junho

17H – FEIRA GASTRONÔMICA
Pastéis, caldos, tropeiro, doces, biscoitos e massas artesanais, chopp artesanal São
Bartolomeu, vinhos Uaini, cachaças Bem Me Quer, artesanato, brinquedos educativos e
muito mais!

17h - ABERTURA DO FESTIVAL
Com
Carlos Canela
Cineasta, roteirista, co-diretor do Festival Sarancine
Giane Elisa Sales de Almeida
Diretora-geral da Funalfa
Raphael Lopes Ribeiro
Secretaria de Sustentabilidade em Meio Ambiente e Atividades Urbanas (SESMAUR)
Marcelo do Carmo
Secretário de Turismo (SETUR)

18h - SARANDIRANDO E OS CAÇADORES DE LENDAS & APRESENTAÇÃO DE CAPOEIRA
Com as crianças de Sarandira, o projeto Gente em Primeiro Lugar e o coletivo Sarandirando
(Projeto do curso de Psicologia do UniAcademia)
Sarandirando e os Caçadores de Lendas apresentam os cantos encantados de Sarandira. Ao refazer esses
passos que abrem os caminhos para a comunidade, os jovens reencenam a vida cotidiana, colocando em
perspectiva os lugares onde moram e as memórias que, por vezes, os ultrapassam em idade. Aqui as lendas,
mitos e verdades incontestáveis ganham ritmo de infância e ressoam aos que já foram, que estão e aos que
virão as histórias que mapeiam uma Sarandira contornada por experiências, símbolos e beleza.
Apresentação de capoeira dos alunos de Sarandira em parceria do programa Gente em Primeiro Lugar (colocar
a logo do projeto no post)

19h – MOSTRA DE FILMES - MOSTRINHA SARANCINE
A MENINA E O MAR
Gabriel Mellin (RJ)

Ficção | 18 min
CADIM
Luiza Pugliesi Villaça
Animação | 06 min
AGOSTO DOS VENTOS
Paulo Henrique Antunes (MG)
Animação | 05 min
A MENINA E A ÁRVORE
Ara de Andrade Martins (MS)
Animação | 10 min
POROROCA
Francisco Franco e Fernanda Roque (MG)
Animação | 06 min
FELÍCIA E OS SUPER-RESÍDUOS DO BEM
Laly Cataguases (MG)
Animação | 12 min
AURORA - A RUA QUE QUERIA SER UM RIO
Radhi Meron (SP)
Animação | 10 min

20h10 – MOSTRA DE FILMES – LONGA 01
EXIBIÇÃO DO FILME "O DESTINO ESTÁ NA ORIGEM"
Pedro de Castro Guimarães (GO) Doc | 70 min
Sinopse: Um encontro revelador entre 8 etnias indígenas, as caixeiras do Divino do
Maranhão, a Regente Renata Amaral e o Produtor musical André Magalhães.

21h30 – Show de DUDU LIMA (Convidado especial)
Dudu Lima, virtuose contrabaixista, arranjador e compositor mineiro, com sua sonoridade inovadora
encanta as plateias por onde se apresenta, de norte a sul do Brasil e no exterior, sendo um
embaixador da música instrumental brasileira. 

SÁBADO, 29 de junho
09h - OFICINA DE LINGUAGEM AUDIOVISUAL PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS
Com Professor Pedro Carcereri

O objetivo da oficina é introduzir conceitos básicos de linguagem audiovisual, enquadramento, aspectos de
som e luz, e montagem para iniciantes.

11H – FEIRA GASTRONÔMICA
Pastéis, caldos, tropeiro, doces, biscoitos e massas artesanais, cerveja artesanal São
Bartolomeu, vinhos Uaini, cachaças Bem Me Quer, artesanato, brinquedos educativos e
muito mais!

11h - OFICINA DE GASTRONOMIA
com Chef João Simoncini
Receita: Sarandirão
Venda de 30 vouchers para degustação a R$ 10 a partir das 10h do mesmo dia

13h - OFICINA VARAL DE MEMÓRIAS
com
Sarandirando (Projeto de Extensão do curso de Arquitetura e Urbanismo do UniAcademia)
Oficina gratuita por ordem de chegada, sem inscrição prévia.
O projeto de Extensão é formado por alunas, professora e arquitetos e urbanistas visando
fazer um Inventário Afetivo do Distrito de Sarandira, mapeando os lugares de memória dos
habitantes e visitantes do lugar.
Oficina para registrar com o celular, através de fotografia, os lugares preferidos dos
participantes no distrito.

15h - PALHAÇAS SANTA MAMA, AMOR QUE CURA CORPO E ALMA
Natália Brasil (palhaça Nanoka) com a cena "liso" conta sua transição capilar, mostrando a beleza de ser
natural, um ato de resistência contra os padrões de beleza impostos pela sociedade, e a grande beleza de ser
você mesma.
Bianca Leite (Palhaça Chimbica) constata, ao mesmo tempo, a beleza da Terra e a gravidade das maldades que
estão fazendo com ela. Nessa constante dúvida entre ir e vir, muitas peripécias e traquinagens ela traz na
bagagem para um novo modo de existir na Terra e COM a Terra.

18h – MOSTRA DE FILMES – CURTAS 02
ERVA QUE CURA, ERVA QUE BENZE
Caroline França (BA)
Documentário | 10 min
DAS ÁGUAS
Adalberto Oliveira e Tiago Martins Rêgo (PE)
Documentário | 17 min
A FUMAÇA E O DIAMANTE
Bruno Villela, Fábio Bardella e Juliana Almeida (DF)
Documentário | 06 min
TUPANANCHISKAMA
Rafael de Almeida (Brasil/ Peru)

Documentário | 07 min
ÁGUA RASA
Dani Drumond (MG)
docudrama | 19 min
O FAZEDOR DE MIRANTES
Betânia Victor e Lucas Franzoni (DF/GO)
Documentário | 19 min

19h30 – MOSTRA DE FILMES – LONGA 03
REJEITO
Pedro de Filippis (MG)
Documentário | 75 min
Sinopse: Após os maiores rompimentos de barragens de rejeito da história, novas barragens
ameaçam romper sobre milhões de pessoas em Minas Gerais. Uma conselheira ambiental
do Estado confronta o modus operandi do governo e mineradoras, enquanto moradores
resistem em suas comunidades ameaçadas.

21H – SHOW da Banda SERAFINS
O show dançante e poético convida o público para um passeio musical pelos sertões do Brasil desenhando as
mais belas paisagens deste país. Viola caipira, bandolim, zabumba, triângulo, flauta, pandeiro, e por aí vai...
movendo e dando vida as nossas canções através do baião, xote, arrasta-pé no compasso do frevo e a música
mineira de viola. 

DOMINGO, 30 de junho
SLIDE 1:
10H - SARANDIRA A PARTIR DAS PANC: RESGATANDO E DESCOBRINDO NOVOS SABORES
Receita: Canjiquinha com PANC
Degustação para os participantes (25 lugares)
Com
Cris Schittini e Solange de Paula
Cris Schittini é mulher, mãe, gastrônoma e mestre em Educação Ambiental especializada em
PANC
Solange de Paula é mulher, mãe, campesina, agricultura, e constrói seu percurso de vida
através dos saberes tradicionais.

11H – FEIRA GASTRONÔMICA

Pastéis, caldos, tropeiro, doces, biscoitos e massas artesanais, cerveja artesanal São
Bartolomeu, vinhos Uaini, cachaças Bem Me Quer, artesanato, brinquedos educativos e
muito mais!

14H - DEBATE “REGENERAÇÃO AMBIENTAL”
Com
Raphael Lopes Ribeiro - Secretário de Sustentabilidade em Meio Ambiente e Atividades
Urbanas
Igor Luna - Responsável pelas Unidades de Conservação Ambientais de Juiz de Fora
Carlos Canela - co-diretor do Festival Sarancine

Além da preservação ambiental e da sustentabilidade, um terceiro elemento se junta à
urgência do debate ambiental em todo mundo: a regeneração ambiental. E não só a
regeneração que afeta diretamente o meio ambiente, mas também a regeneração cultural e
do próprio indivíduo. Depois de todas as formas de degradação, temos tempo agora para
dar um passo atrás e rever indiscriminadamente todos processos que tem corroído
gradativamente as bases de nossa sociedade e, a partir daí, recuperar o que se perdeu?

17H - CORTEJO DE BLUES E JAZZ COM BLUES BOX STREET BAND
A Blues Box Street Band traz em sua essência os primórdios do Blues e do Jazz, remetendo
aos encantos dos cortejos de New Orleans com a pegada do blues rural do Mississippi.
Cada apresentação é única, pois o palco são as ruas e o público é quem está passando no
momento, que acaba se contagiando pela energia do momento e resolve acompanhar a
andança, mesmo que por poucos passos. É o suficiente para despertar sorrisos, palmas,
danças e o que mais fluir.

18H30 – MOSTRA DE FILMES – CURTAS 01
CORES QUEIMAM
Felippy Willy Das Neves Damian (MT)
Documentário | 10 min
AMAZÔNIA CHAMA
Zefel Coff (DF)
documentário | 07 min
RIONEGRINAS
Fernanda Ligabué e Juliana Radler (AM)
documentário | 39 min

19H30 – MOSTRA DE FILMES – LONGA 02
AMAZÔNIA, A NOVA MINAMATA?
Jorge Bodanzky (Brasil/ Japão)

Documentário | 75 min
Sinopse: Este documentário acompanha a saga do povo Munduruku para conter o impacto
destrutivo do garimpo de ouro em seu território ancestral, enquanto revela como a doença
de Minamata, decorrente da contaminação por mercúrio, ameaça os habitantes de toda a
Amazônia hoje.
21H – ENCERRAMENTO
ANÚNCIO DO MELHOR FILME PELO JÚRI OFICIAL E PELO JÚRI POPULAR

Receba notícias da RCWTV no Whatsapp e fique por dentro das principais notícias que movimentam o nosso site!

Participe do nosso grupo: https://chat.whatsapp.com/EeSJvQx8kVA3J3kMmSevMw

FONTE/CRÉDITOS: Carabina Cultura
Comentários:
Jordana Alves

Publicado por:

Jordana Alves

ESTUDANTE DE JORNALISMO SUPERIOR

Saiba Mais
https://rezato.com.br/
https://rezato.com.br/

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )