Anúncios Airlitgh

RCWTV - Sua fonte de notícias de Juiz de Fora e região.

Sexta-feira, 12 de Julho de 2024
https://rezato.com.br/
https://rezato.com.br/

Giro de Notícias

MPMG ajuíza ação para que Município de Viçosa seja obrigado a garantir a mobilidade das pessoas com deficiência nas vias públicas locais

MPMG ajuíza ação para garantir mobilidade de pessoas com deficiência em Viçosa

Redação
Por Redação
/ 350 acessos
MPMG ajuíza ação para que Município de Viçosa seja obrigado a garantir a mobilidade das pessoas com deficiência nas vias públicas locais
Nampix/Adobe Stock
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) entrou com uma Ação Civil Pública contra o Município de Viçosa, na Zona da Mata, exigindo que medidas sejam adotadas para garantir a mobilidade das pessoas com deficiência. A ação destaca a necessidade de adequação de semáforos, calçadas e estacionamentos rotativos do município de acordo com as normas de acessibilidade. De acordo com o MPMG, a administração pública municipal falhou em adotar medidas efetivas para fiscalizar e garantir o cumprimento das leis que tratam da acessibilidade, incluindo a Lei Municipal n.º 2.457/2015. Durante o inquérito, foram identificadas diversas irregularidades, como a ausência de sinalização tátil de alerta no piso e a falta de semáforos equipados com mecanismos sonoros para orientar a travessia de pessoas com deficiência visual. Além disso, o Município de Viçosa não tem fiscalizado o cumprimento das regras estabelecidas pela Lei Municipal n.º 1.633/2004, que trata da construção, reconstrução e conservação das calçadas. Diante dessas falhas, o promotor de Justiça Luís Cláudio Fonseca Magalhães, da 1ª Promotoria de Justiça da Comarca de Viçosa, argumenta que é inaceitável que as leis sejam transformadas em regras inócuas, privando os cidadãos de medidas básicas de acessibilidade. O MPMG também destaca os danos morais coletivos sofridos pelo grupo das pessoas com deficiência e solicita uma indenização não inferior a R$1 milhão. Além disso, a ação pede que o município apresente um plano de trabalho dentro de 30 dias, contemplando todas as obrigações requeridas pelo Ministério Público. A Ação Civil Pública foi encaminhada à 2ª Vara Cível da Comarca de Viçosa sob o número 5004844-60.2023.8.13.0713.

 

Receba notícias da RCWTV no Whatsapp e fique por dentro das principais informações! Participe do nosso grupo!

Leia Também:

FONTE/CRÉDITOS: MPMG
Comentários:
Redação

Publicado por:

Redação

Portal de notícias criado em novembro de 2020 para informar a população sobre acontecimentos da cidade de Juiz de Fora e região.

Saiba Mais
rcwtv
rcwtv

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )