Anúncios Airlitgh

RCWTV - Sua fonte de notícias de Juiz de Fora e região.

Sabado, 13 de Abril de 2024
https://rezato.com.br/
https://rezato.com.br/

Região

Fábrica de celulose já gerou mais de 10 mil empregos no Triângulo Mineiro

Em Indianópolis, governador esteve na linha de produção de uma das maiores fabricantes de de celulose do mundo

Redação
Por Redação
Fábrica de celulose já gerou mais de 10 mil empregos no Triângulo Mineiro
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
O governador Romeu Zema visitou, nesta sexta-feira (10/3), as instalações da fábrica da LD Celulose, no município de Indianópolis, no Triângulo Mineiro. A planta, que começou a operar em 2022, é uma das maiores produtoras de celulose solúvel do mundo. 

 

Atualmente, mais de 1,5 mil pessoas atuam na operação da planta, entre contratados diretos e terceirizados. No entanto, desde o início de sua implantação, o complexo industrial já registrou mais de 10 mil empregos, sendo o pico registrado durante o período de obras, quando a unidade alcançou 9,6 mil empregados, no início de 2022. 

 

O governador conheceu as instalações da LD Celulose e visitou as áreas de produção e administrativa. Na oportunidade, Romeu Zema ressaltou a importância da atração do investimento para o estado e garantiu continuidade em ações que tragam mais empregos e renda para Minas. 

 

Leia Também:

“A LD Celulose é importantíssima para a região do Triângulo Mineiro e para Minas Gerais. É uma instalação que teve todo apoio do nosso governo e que hoje produz um produto 100% importado e que se torna obra prima para uma série de tecidos nobres e produtos de alto valor agregado. O Governo de Minas vai continuar dando apoio para qualquer empresa que queira se instalar no estado. A LD é um exemplo de investimento que já está operando, que deu certo, e que ajuda o Brasil na balança comercial”, afirmou.

 

O diretor-presidente da LD Celulose, Luis Kunzel, enfatizou o apoio do Governo de Minas desde a implantação da fábrica. 

 

“O Governo de Minas nos apoiou desde o início, por meio da Agência de Promoção de Investimento e Comércio Exterior de Minas Gerais (Invest Minas), que imediatamente nos acolheu como um projeto prioritário. Tudo isso em função do volume de geração de empregos e renda potencial para a região”, disse.

 

Mão de obra qualificada

 

Agora, o Governo de Minas vai investir em mão de obra qualificada para melhorar a qualidade de vida e renda dos moradores dos municípios próximos da fábrica. Esta é uma demanda apresentada pela empresa, que se dispôs a atuar em parceria com o governo. 

 

Inicialmente, por meio do programa Trilhas de Futuro, a cidade de Araguari terá uma turma com 35 vagas de capacitação para o curso de técnico em celulose. 

 

“Esta iniciativa é muito relevante. Também buscamos esse tipo de estratégia junto ao governo e instituições de educação. Mas, quando essa ação vem do próprio governo, cria maior facilidade para as empresas. Além, claro, de preparar a população para assumir posições e empregos de qualidade. Estamos trabalhando fortemente para formar os moradores locais para que eles possam, com o tempo, ocupar postos especializados da LD Celulose”, disse Luis Kunzel.

 

Emprego e renda para a região

 

Atualmente, 80% dos 1,5 mil trabalhadores da fábrica são de cidades da região como Uberlândia, Araguari e a sede, Indianópolis, onde mora o funcionário Cássio Henrique dos Santos, de 28 anos. 

 

Cássio trabalha na empresa há sete anos, desde o início do projeto, em seu primeiro emprego formal. Já passou por várias áreas e, neste momento, trabalha com manutenção industrial.

 

“Antes, eu só estudava e trabalhava informalmente. Agora, consigo ter segurança para manter minha família, meus dois filhos e o terceiro que está para chegar. Além dessa estabilidade, a empresa nos fornece todo apoio para continuar trabalhando, se desenvolvendo e crescendo de maneira profissional e pessoalmente”, diz. 

 

LD Celulose

 

A LD Celulose é um joint venture formada pela empresa austríaca Lenzing (51%) e pela empresa brasileira Duratex (49%). A fábrica conta com capacidade de produção de 500 mil toneladas por ano, além de gerar a própria energia limpa. Para sua  implementação foram investidos R$ 6,3 bilhões. 

 

O complexo é formado pela indústria que é localizada em Indianópolis e pela floresta de eucalipto que abrange também as cidades de Araguari, Estrela do Sul, Nova Ponte e Romaria. São 70 mil hectares de plantio.

 

Celulose solúvel

 

A celulose solúvel produzida pela empresa é utilizada na produção de fibras de viscose, modal e liocel. Entre as muitas aplicações do produto solúvel estão roupas, calçados, produtos de higiene e beleza, vernizes, esmaltes, pneus, cápsulas de remédios, alimentos como iogurtes e sorvetes e telas de LCD. 

 

Além da fabricação de celulose solúvel, a madeira de eucalipto extraída das florestas também é utilizada como combustível para geração de energia elétrica para a fábrica da LD Celulose, garantindo uma fonte renovável de eletricidade para a operação industrial.
Comentários:
Redação

Publicado por:

Redação

Portal de notícias criado em novembro de 2020 para informar a população sobre acontecimentos da cidade de Juiz de Fora e região.

Saiba Mais
rcwtv
rcwtv

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )