RCWTV - Sua fonte de notícias de Juiz de Fora e região - noticias , juiz de fora , rcwtv

Notícias Brasil/Mundo

Petrobras admite na Justiça a corrupção que o PT quer esconder

No pedido, a companha busca obter tempo para cobrar do delator o ressarcimento pela roubalheira

Petrobras admite na Justiça a corrupção que o PT quer esconder
Sede da Petrobras, no Rio de Janeiro. Luiz Souza/NurPhoto/Getty Images
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

A Petrobras acionou a Justiça para interromper a prescrição de processos contra Antonio Palocci, o ex-ministro que delatou mesadas e mordomias de Lula bancadas por empreiteiras que superfaturavam contratos na estatal.

No pedido, a companha busca obter tempo para cobrar do delator o ressarcimento pela roubalheira. A manifestação da petroleira, no entanto, é um duro golpe na narrativa petista que tenta apagar a corrupção na estatal.

“Dentre os diversos delitos identificados, foi comprovada a existência de um esquema de corrupção por meio do qual empreiteiras cartelizadas e empresas privadas não integrantes do cartel, contratadas para a execução de obras da Petrobras, acordavam o pagamento de um percentual dos valores dos contratos como propina, em troca do beneplácito de diretores e empregados de alto escalão à consecução de interesses das pessoas jurídicas junto à esta Companhia Estatal”, diz a Petrobras.

“Esses recursos eram recebidos por operadores financeiros – profissionais dedicados à lavagem do dinheiro – a mando dos ex-diretores e ex-empregados da Petrobras, que em seguida promoviam a repartição do dinheiro entre os próprios agentes públicos, partidos políticos e agentes políticos”, segue a estatal.

FONTE/CRÉDITOS: VEJA

Todas as publicações e comentários são de total responsabilidade dos autores. As opiniões emitidas não representam o posicionamento da RCWTV. Nosso portal reserva-se o direito de moderar todo o conteúdo expresso, incluindo exclusão de mensagens desrespeitosas, xingamentos, insultos a seus colaboradores e agressões. Caso encontre algum conteúdo que viole nossos termos, denuncie ou entre em contato conosco!

Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!