Anúncios Airlitgh

RCWTV - Sua fonte de notícias de Juiz de Fora e região.

Quarta-feira, 24 de Julho de 2024
rcwtv
rcwtv

Economia

Ipsemg Suspende Benefícios de Mais de 14 Mil Inadimplentes do Censo Previdenciário

A falta de atualização cadastral leva à suspensão de pagamentos e assistência à saúde para aposentados, pensionistas e servidores ativos

Marcus Macedo
Por Marcus Macedo
/ 85 acessos
Ipsemg Suspende Benefícios de Mais de 14 Mil Inadimplentes do Censo Previdenciário
Cristiano Machado / Imprensa MG
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

Nesta segunda-feira, 4 de março, o Instituto de Previdência dos Servidores do Estado de Minas Gerais (Ipsemg) divulgou os resultados do Censo Cadastral Previdenciário de 2023, revelando que 14.908 beneficiários, entre pensionistas e aposentados ou afastados preliminarmente do Poder Executivo, enfrentarão a suspensão de seus benefícios a partir de março por não terem participado do censo e não regularizarem sua situação até 2024. A medida, já publicada no Diário Oficial do Estado em 20 de fevereiro, também afeta a assistência à saúde de 10.993 desses beneficiários, assim como a de seus dependentes.

André Luiz Moreira dos Anjos, presidente do Ipsemg, enfatizou a gravidade da situação e a importância da participação no censo para a manutenção dos benefícios. Para reverter a suspensão, os afetados devem acessar o site do Ipsemg (www.ipsemg.mg.gov.br) entre 8 de março e 6 de abril de 2024 e completar o procedimento de atualização cadastral obrigatório.

Os beneficiários que realizarem a atualização entre 8 e 15 de março terão seus pagamentos restabelecidos em abril, enquanto aqueles que regularizarem sua situação entre 16 de março e 6 de abril receberão em maio. Além disso, cerca de 11 mil servidores ativos ainda se encontram em situação irregular e estão sujeitos a penalidades administrativas caso não atendam à convocação.

Leia Também:

O Censo Previdenciário, um procedimento obrigatório para todos os segurados ativos, aposentados e pensionistas, visa a atualização da base de dados cadastral, funcional e financeira do Regime Próprio de Previdência Social (RPPS) de Minas Gerais. Apesar de uma nova oportunidade oferecida em janeiro deste ano, muitos ainda deixaram de realizar o recenseamento.

A iniciativa busca assegurar a precisão dos registros e a correta administração dos benefícios previdenciários, reforçando a importância da colaboração dos beneficiários para a eficácia do sistema previdenciário estadual.

FONTE/CRÉDITOS: IPSEMG - Instituto de Previdência dos Servidores do Estado de Minas Gerais
Comentários:
Marcus Macedo

Publicado por:

Marcus Macedo

Saiba Mais
https://rezato.com.br/
https://rezato.com.br/

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )