Anúncios Airlitgh

RCWTV - Sua fonte de notícias de Juiz de Fora e região.

Sabado, 20 de Julho de 2024
https://rezato.com.br/
https://rezato.com.br/

Saúde

Estudo Revela Proteína que Auxilia o SARS-CoV-2 a Escapar do Sistema Imunológico

Descoberta de Mecanismo de Evasão Viral e Anticorpo Monoclonal Aponta Avanços na Imunoterapia Contra COVID-19

João Vítor Fonseca
Por João Vítor Fonseca
/ 44 acessos
Estudo Revela Proteína que Auxilia o SARS-CoV-2 a Escapar do Sistema Imunológico
Marcella Cardoso conduz experimentos com células de tecido pulmonar na Harvard Medical School – Massachusetts General Hospital (foto: acervo pessoal)
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

Pesquisadores identificaram uma proteína crucial, ORF6, que permite ao SARS-CoV-2 escapar da detecção pelo sistema imunológico. A descoberta, publicada na revista *Cell*, é um avanço significativo na compreensão da evasão viral e no desenvolvimento de terapias imunológicas contra a COVID-19.

Investigação Científica e Descobertas

O estudo, liderado por Wilfredo Garcia-Beltran e Julie Boucau do Ragon Institute of Mass General, MIT e Harvard, contou com a colaboração de Marcella Cardoso e Jordan Hartmann da Harvard Medical School, além de cientistas do Brasil e da Alemanha. A pesquisa revelou que a proteína ORF6 do SARS-CoV-2 reduz a expressão de proteínas na superfície de células infectadas, dificultando a detecção pelos linfócitos do sistema imunológico.

Leia Também:

Mecanismo de Evasão Viral

As células NK (natural killers) são fundamentais na resposta imune inata, detectando e combatendo infecções virais. Elas reconhecem ligantes de estresse, como MIC-A/B, que são sinais de infecção. A ORF6 interfere nesse processo, ajudando o vírus a se esconder do sistema imunológico.

Uso de Anticorpo Monoclonal

Para confirmar o mecanismo de evasão, os pesquisadores utilizaram um anticorpo monoclonal, o 7C6, que protege os receptores de MIC-A/B. Com essa proteção, as células NK conseguiram identificar e destruir com mais eficiência as células infectadas pelo vírus.

Participação Brasileira

O estudo contou com a contribuição de quatro pesquisadores brasileiros da Unicamp: Maria Cecília Ramiro, Fernanda Orsi, Lício Velloso e Erich de Paula. Eles ajudaram na discussão de estratégias e compartilharam dados clínicos essenciais para a validação dos resultados.

Implicações para a Imunoterapia

A descoberta do papel da ORF6 e do anticorpo monoclonal 7C6 abre novas frentes de pesquisa para tratamentos antivirais. "Essa abordagem pode estimular a eliminação de células infectadas e aumentar a coestimulação de linfócitos, mobilizando o sistema imunológico inato e adaptativo", explica Marcella Cardoso.

Futuras Pesquisas

Os resultados promissores indicam a necessidade de testes adicionais em modelos animais transgênicos para avaliar a aplicabilidade clínica da estratégia. "Embora mais pesquisas sejam necessárias, os achados são potencialmente muito promissores", conclui Cardoso.

O artigo completo, Evasion of NKG2D-mediated cytotoxic immunity by sarbecoviruses.

Mantenha seus amigos informados... Compartilhe esta matéria!

Acesse o nosso site e receba notícias da RCWTV no Whatsapp. Participe do nosso grupo e fique por dentro das principais notícias que movimentam o nosso site!

Curta e siga nossas redes sociais.

FONTE/CRÉDITOS: Agência FAPESP
Comentários:
João Vítor Fonseca

Publicado por:

João Vítor Fonseca

Saiba Mais
rcwtv
rcwtv

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )