Anúncios Airlitgh

RCWTV - Sua fonte de notícias de Juiz de Fora e região.

Quarta-feira, 19 de Junho de 2024
https://rezato.com.br/
https://rezato.com.br/

Juiz de Fora

Expansão do Cultivo de Uvas para Vinhos Finos em Minas Gerais: Um Crescimento Promissor

A Ascensão dos Vinhos de Inverno em Minas Gerais

Jordana Alves
Por Jordana Alves
/ 152 acessos
Expansão do Cultivo de Uvas para Vinhos Finos em Minas Gerais: Um Crescimento Promissor
Assessoria de Comunicação - Emater-MG
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

BELO HORIZONTE (23/5/2024) - O cenário do cultivo de uvas para a produção de vinhos finos está em franca expansão no estado de Minas Gerais. Segundo levantamento realizado pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural de Minas Gerais (Emater-MG), desde a safra de 2022, a colheita anual tem ultrapassado a marca de 2 mil toneladas da fruta.

Para o ano de 2024, a expectativa é que a produção atinja cerca de 2,5 mil toneladas, o que representa o maior volume já registrado nos últimos dez anos. Atualmente, a área plantada em Minas Gerais abrange 403 hectares, com 66,5% desse total já em plena produção. Destacam-se como os principais municípios produtores de uva destinada à produção de vinhos finos São Gonçalo do Sapucaí, Caldas e Andradas, todos localizados na região Sul do estado.

A produção de vinhos finos em Minas Gerais é predominantemente realizada por meio do cultivo de variedades de uvas importadas, tais como Syrah, Sauvignon Blanc, Chardonnay, Cabernet Sauvignon e Merlot. Apesar de ainda ser considerada uma atividade relativamente nova para muitos, o estado já abriga pelo menos 58 vinícolas em pleno funcionamento.

Leia Também:

Alguns desses empreendimentos têm se destacado, conquistando prêmios tanto em âmbito nacional quanto internacional, o que reflete a qualidade crescente da produção local. Um exemplo notável é a Vinícola Maria Maria, situada em Boa Esperança, região Sul do estado, que recebeu diversas premiações, incluindo medalhas de prata e bronze no prestigiado concurso britânico International Wine Challenge deste ano.

Outra vinícola que merece destaque é a Estrada Real, localizada em Caldas, também na região Sul de Minas Gerais, a qual acumula diversos prêmios, incluindo o de melhor vinho Syrah brasileiro no Wines of Brazil Awards de 2020.

Vinhos de Inverno

Segundo Deny Sanábio, coordenador de Fruticultura da Emater-MG, a produção de vinhos finos em Minas Gerais se destaca em relação ao Sul do país devido à possibilidade de colher uvas durante o inverno, em condições ideais para a fabricação da bebida.

"Nosso inverno é caracterizado por ser seco, com uma grande variação de temperatura entre o dia e a noite. Esse clima se assemelha ao da época da colheita da uva na França, um grande produtor de vinho. Essas condições nos permitem obter o teor de açúcar adequado, conhecido como brix. No Sul do país, produzir vinho no inverno não é comum, devido às baixas temperaturas e à umidade dessa estação", explica Sanábio.

Outro aspecto fundamental para a produção do vinho de inverno em Minas é a técnica da dupla poda. Nesse sistema, as videiras são podadas em julho e agosto, quando os cachos são removidos logo no início do seu desenvolvimento. Em janeiro, ocorre uma nova poda, mantendo os cachos até atingirem a maturação ideal. As duas podas anuais permitem a inversão do ciclo da videira, possibilitando a colheita da uva durante o inverno.

Essa técnica, originária da Europa, foi adaptada pela Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig). A prática foi iniciada no início dos anos 2000, quando o então pesquisador da empresa, Murillo de Albuquerque Regina, retornou de seu doutorado na França. Lá, ele percebeu que as condições necessárias para produzir uvas de qualidade, ideais para a fabricação de vinhos finos, eram bastante semelhantes às características do inverno na região Sul de Minas.

De acordo com Deny Sanábio, Minas Gerais já demonstrou sua capacidade de produzir vinhos de alta qualidade, porém, ainda enfrenta o desafio do baixo conhecimento dos consumidores sobre a bebida. "Ainda é difícil encontrar vinhos mineiros em pontos de venda e nas cartas de restaurantes pelo país. Portanto, promover esses vinhos continua sendo um grande desafio, e o trabalho de divulgação e marketing é essencial. Temos clima, solo e técnicas de produção adequadas, e potencial para competir em qualidade com os vinhos produzidos no Sul do país, no Chile e na Argentina", afirma.

 Receba notícias da RCWTV no Whatsapp e fique por dentro das principais notícias que movimentam o nosso site!

FONTE/CRÉDITOS: Assessoria de Comunicação - Emater-MG
Comentários:
Jordana Alves

Publicado por:

Jordana Alves

ESTUDANTE DE JORNALISMO SUPERIOR

Saiba Mais
rcwtv
rcwtv

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )