Anúncios Airlitgh

RCWTV - Sua fonte de notícias de Juiz de Fora e região.

Domingo, 19 de Maio de 2024
rcwtv
rcwtv

Justiça

Ex-prefeito, ex-secretário e quatro ex-vereadores de Caratinga condenados por corrupção

Ministério Público de Minas Gerais obtém vitória em ação contra esquema de propina no legislativo municipal

Redação
Por Redação
/ 374 acessos
Ex-prefeito, ex-secretário e quatro ex-vereadores de Caratinga condenados por corrupção
Eric Bezerra - MPMG
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) conseguiu a condenação de um ex-prefeito, um ex-secretário municipal e quatro ex-vereadores do Município de Caratinga, no Vale do Rio Doce. A decisão judicial veio em resposta ao envolvimento deles em um esquema de pagamento de propina para aprovação de projetos de lei na Câmara Municipal, ocorridos entre 2009 e 2011.

Segundo a sentença da 2ª Vara Cível da Comarca de Caratinga, eles foram considerados culpados por improbidade administrativa, resultando em enriquecimento ilícito. Como consequência, terão que ressarcir o erário municipal e terão seus direitos políticos suspensos pelo prazo de 14 anos. Um dos envolvidos, que atualmente ocupa o cargo de vereador, ainda foi condenado à perda da função pública.

Esquema de corrupção no legislativo

O esquema ilícito consistia na entrega de dinheiro público aos então vereadores, intermediada pelo ex-secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo. O objetivo era conseguir votos favoráveis no legislativo municipal para a aprovação de projetos de lei de interesse do ex-prefeito. O caso ganhou notoriedade na região e ficou conhecido como "Mensalinho de Caratinga".

Leia Também:

Provas obtidas durante investigações

As investigações realizadas pelo Ministério Público renderam vídeos, que foram anexados aos autos do processo. Nas imagens, é possível observar os vereadores recebendo dinheiro em espécie das mãos do então secretário municipal.

Reparação ao erário

Conforme a decisão judicial, o ex-prefeito e o ex-secretário municipal terão que devolver ao erário o montante de R$ 313.974,00. Já cada ex-vereador deverá restituir valores distintos: R$ 98.524,00, R$ 146.608,00, R$ 111.500,00 e R$ 62.000,00.

A condenação é resultado da Ação Civil Pública ajuizada pelo MPMG em 2011, que lutou para responsabilizar os envolvidos no esquema de corrupção que prejudicou os cofres públicos de Caratinga.

FONTE/CRÉDITOS: MPMG
Comentários:
Redação

Publicado por:

Redação

Portal de notícias criado em novembro de 2020 para informar a população sobre acontecimentos da cidade de Juiz de Fora e região.

Saiba Mais
https://rezato.com.br/
https://rezato.com.br/

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )