Anúncios Airlitgh

RCWTV - Sua fonte de notícias de Juiz de Fora e região.

Segunda-feira, 22 de Julho de 2024
rcwtv
rcwtv

Saúde

Turma de Técnico em Nutrição e Dietética do Senac desenvolve projeto de revitalização de horta pedagógica

No mês da conscientização do meio ambiente, o Senac mostra como uma horta pedagógica é importante para sua preservação

Redação
Por Redação
/ 382 acessos
Turma de Técnico em Nutrição e Dietética do Senac desenvolve projeto de revitalização de horta pedagógica
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

Nos últimos anos, muito se ouviu falar sobre como o cultivo de plantas e flores podem auxiliar em tratamentos e também na prevenção a doenças crônicas e até desequilíbrios emocionais. Quem tem jardim em casa sabe muito bem como a presença do verde pode trazer diversos benefícios, desde o ato de colocar a mão na terra, cultivar, cuidar e ver aquela planta crescer, ou seja, acompanhar a evolução da vida. 

A prática de cultivar um jardim ou horta vem ganhando espaço em lugares como hospitais, unidades de saúde, sanatórios, lares para idosos e clínicas de reabilitação, como uma estratégia de promoção da saúde.  

Horta pedagógica no Senac em Barbacena 

Leia Também:

Uma horta pedagógica é capaz de atuar como uma estratégia de resgate de valores, com a cooperação e a utilização sustentável dos recursos naturais, tornando o ambiente escolar mais agradável e familiar. Além de assegurar o acesso de todos os participantes aos alimentos frescos e saudáveis, promovendo a participação efetiva da horta em sua gestão, de maneira tal que possam conseguir sua sustentabilidade econômica e ambiental.  

Pensando nisso, os alunos do curso de Técnico em Nutrição e Dietética do Senac em Barbacena desenvolveram o projeto Horta Pedagógica. Segundo Flora Liz Doumith Oliveira Sobrinho, docente do curso, desde 2021, os alunos da instituição observaram durante suas conversas sobre a pandemia da Covid-19 que a doença estava se disseminando rapidamente em todo o mundo, resultando em um grande número de pessoas infectadas em um curto período de tempo. Eles também perceberam os problemas causado pela pandemia, incluindo os altos preços dos remédios farmacêuticos e a escassez de medicamentos nos postos de saúde e hospitais. Além disso, notaram o aumento do uso de receitas à base de plantas medicinais na internet, como uma forma de melhorar o sistema imunológico.  

Essa situação levou os discentes a pesquisarem sobre o uso de plantas medicinais durante esse período e descobriram uma grande demanda por essas espécies de plantas, devido ao seu baixo custo e menores efeitos colaterais em comparação aos medicamentos convencionais. Diante disso, eles tiveram a ideia de criar um viveiro de plantas medicinais regionais, que está se transformando em uma espécie de "farmácia viva". O objetivo desse projeto é plantar, cultivar e doar as plantas à comunidade acadêmica e local, visando resgatar o uso de remédios alternativos e naturais. 

A iniciativa dos alunos está alinhada com a Política Nacional de Assistência Farmacêutica e o Sistema Único de Saúde (SUS) desde 2010, que inclui a Farmácia Viva. Esse conceito engloba todas as etapas, desde o cultivo, a coleta, o processamento e o armazenamento de plantas medicinais, até a manipulação e a dispensação de preparações magistrais e oficinais de plantas medicinais e fitoterápicos. 

“A horta escolar é um recurso pedagógico que possibilita ao aluno vivenciar os conteúdos adquiridos em sala de aula, compreendendo e entendendo sua aplicabilidade além de ser um espaço lúdico de aprendizagem, um laboratório vivo, que atua como facilitador da aprendizagem abordando conteúdos escolares constantes do currículo escolar, trabalhando valores como: respeito, cooperação, iniciativa, companheirismo, responsabilidade, integração e solidariedade”, explica a Instrutora de Formação Profissional do curso. 

O início da horta 

Ao todo foram 25 alunos do curso técnico em Nutrição e Dietética envolvidos. A primeira atividade ocorreu em novembro de 2021, nos turnos da manhã e tarde. Inicialmente, os alunos receberam informações sobre a importância da horta, adubação e rega. Foi destacado que a horta deve ser regada duas vezes ao dia, de manhã e à tarde. Os alunos combinaram regar a horta no turno da tarde, após as aulas. 

Em seguida, discutiu-se sobre adubação, a importância de revolver a terra e os cuidados semanais. Foram abordados os transplantes mais indicados e as reformas necessárias para revitalizar a horta. Os alunos foram solicitados a realizar um minicurso online gratuito oferecido pela instituição Embrapa, com o tema "Hortas em Pequenos Espaços", com carga horária de 12 horas e emissão de certificado. 

Após o curso, os alunos prepararam os canteiros e fizeram a semeadura em um sementeiro sustentável, utilizando copos plásticos descartados. Com o tempo, realizaram o plantio direto de mudas de diferentes vegetais, como alface, couve, hortelã, capuchinha, maracujá doce, azedinha, alecrim, manjericão e abobrinha, entre outros. 

Atualmente, o projeto está em processo de revitalização. Os canteiros foram montados com garrafas PET arrecadadas pelos próprios alunos. Além disso, eles são responsáveis por criar placas para identificar as plantas, informar sobre os benefícios para a saúde, as formas de colheita e o uso na produção de alimentos. 

“Considerando o crescente interesse da sociedade em consumir alimentos frescos, saudáveis e orgânicos, o cultivo de hortas em espaços públicos ou privados traz maior contato com a natureza, melhorando a relação não só com as plantas, mas também entre os indivíduos. Representando momentos de prazer, investimento na saúde física e emocional, prevenção do stress cotidiano”, completa a docente. 

O curso de Técnico em nutrição e dietética do Senac 

O técnico em nutrição e dietética tem o dever de promover a sustentabilidade alimentar a partir do acesso à alimentos seguros, usando o aproveitamento integral de alimentos e o consumo de produtos orgânicos, sendo que de acordo com o Conselho Federal de Nutrição uma das principais atribuições do Técnico em Nutrição e Dietética, é contribuir com o desenvolvimento de ações de educação alimentar e nutricional para a população.  

“Considero essencial abordar dentro de sala aula assuntos voltados à educação ambiental e sustentabilidade, já que estas caminham em conjunto com as novas metodologias ativas, também temos que entender que esta consciência ambiental aplicada às ciências da saúde traz inúmeros benefícios a formação dos profissionais conscientes, já que trabalha diretamente com as ciências da nutrição, a partir de temas como a segurança alimentar, o aproveitamento integral dos nutrientes derivados da natureza e a Educação Alimentar e Nutricional (EAN)”, conclui a docente. 

Sobre o Senac em Barbacena 

O Senac Barbacena, que faz parte do Sistema Fecomércio MG, Sesc, Senac e Sindicatos Empresariais, que integra a CNC – Confederação Nacional do Comércio, tem 02 Unidades Educacionais na cidade, que dispõem de ambientes estruturados e equipados para oferta dos cursos nos segmentos de Gestão, Saúde, Beleza, Informática, Hospitalidade e Gastronomia.  

 

Comentários:
Redação

Publicado por:

Redação

Portal de notícias criado em novembro de 2020 para informar a população sobre acontecimentos da cidade de Juiz de Fora e região.

Saiba Mais
https://rezato.com.br/
https://rezato.com.br/

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )