Anúncios Airlitgh

RCWTV - Sua fonte de notícias de Juiz de Fora e região.

Sabado, 18 de Maio de 2024
https://rezato.com.br/
https://rezato.com.br/

Brasil/Mundo

Temporais no RS: A maior tragédia climática da história do estado

75 mortos confirmados, 6 óbitos em investigação, 103 desaparecidos e 155 feridos

Ewertom Caldeira Rodrigues
Por Ewertom Caldeira Rodrigues
/ 62 acessos
Temporais no RS: A maior tragédia climática da história do estado
Reuters/Diego Vieira
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

Os temporais que atingem o Rio Grande do Sul desde o dia 27 de abril já deixaram 75 mortos confirmados, 6 óbitos em investigação, 103 desaparecidos e 155 pessoas feridas até este domingo (5). As áreas mais afetadas são os vales dos rios Taquari, Caí, Pardo, Jacuí, Sinos, Gravataí, além do Guaíba, em Porto Alegre.

A chuva, que começou em 27 de abril, ganhou força no dia 29 e atingiu diversas regiões do estado, diferentemente de 2023, quando os temporais foram em regiões isoladas. No sábado, 27 de abril, antes do início da tragédia, alguns municípios do Vale do Rio Pardo registraram impactos provocados pela chuva e pelo granizo. Santa Cruz do Sul foi uma das cidades mais afetadas.

No domingo, 28 de abril, a Defesa Civil registrou impactos em 15 municípios após o temporal do dia anterior. O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu um alerta laranja com risco de tempestade para toda a metade sul do estado.

Leia Também:

Na terça, 30 de abril, o Rio Grande do Sul registrou as primeiras mortes em razão dos temporais. Dois homens que estavam dentro de um carro morreram após o veículo ter sido arrastado pela água em Paverama. Naquele dia, o número de vítimas chegou a oito.

Na quinta, 2 de maio, o estado terminou o dia registrando 32 mortes, entre a contagem oficial da Defesa Civil e óbitos informados por outras autoridades. O volume de chuva que caiu nos últimos dias equivalia a três vezes a média para esta época do ano. O Rio Grande do Sul decretou estado de calamidade pública.

No sábado, 4 de maio, com o número de 55 mortos confirmados e outros sete em investigação, a tragédia atual superou a ocorrida no Vale do Taquari, em 2023, que deixou 54 vítimas. O RS vive sua maior tragédia climática da história.

No domingo, 5 de maio, após bater recorde histórico no sábado (4), o nível do Guaíba continuou subindo na madrugada deste domingo (5), de acordo com a medição da Prefeitura de Porto Alegre. Às 7h, o lago estava com 5,30 metros.

A Defesa Civil do Rio Grande do Sul afirmou que 66 mortes foram confirmadas em razão dos temporais que atingem o estado, conforme boletim divulgado às 9h deste domingo (5). Outros seis óbitos já confirmados estão sendo investigados, para verificar se têm relação com a tragédia. Ainda pela manhã, o presidente Lula (PT), juntamente com os presidentes da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), e o vice-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luiz Edson Fachin sobrevoaram de helicóptero a capital gaúcha, além do município de Canoas, onde 180 mil pessoas foram atingidas pelos temporais. Durante a tarde, os representantes fizeram uma manifestação à imprensa, se solidarizando com o episódio.

Mantenha seus amigos informados... Compartilhe esta matéria!
 
Acesse o nosso site e receba notícias da RCWTV no Whatsapp. Participe do nosso grupo e fique por dentro das principais notícias que movimentam o nosso site!

Curta e siga nossas redes sociais.

Comentários:
Ewertom Caldeira Rodrigues

Publicado por:

Ewertom Caldeira Rodrigues

Estudante de Jornalismo da Uniasselvi, Designer Gráfico, Social Media e Estagiário em Jornalismo

Saiba Mais
rcwtv
rcwtv

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )