Anúncios Airlitgh

RCWTV - Sua fonte de notícias de Juiz de Fora e região.

Sexta-feira, 12 de Abril de 2024
https://rezato.com.br/
https://rezato.com.br/

Economia

Sindtanque-MG cobra fim do Preço de Paridade de Importação (PPI) sobre os combustíveis

Sindtanque-MG acompanha com preocupação a indefinição do governo federal e da Petrobras com relação à manutenção ou não da atual política de reajustes dos preços

Redação
Por Redação
Sindtanque-MG cobra fim do Preço de Paridade de Importação (PPI) sobre os combustíveis
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

A direção do Sindtanque-MG acompanha com preocupação a indefinição do governo federal e da Petrobras com relação à manutenção ou não da atual política de reajustes dos preços dos combustíveis no país.

 

Na terça-feira (5), após o ministro das Minas e Energia, Alexandre Silveira, afirmar que o Preço de Paridade de Importação (PPI) sobre combustíveis

Leia Também:

iria acabar, a Petrobras rebateu a informação.

 

Nesta quinta (6), o presidente Luiz Inácio Lula da Silvadesautorizou o ministro a falar sobre o assunto.

 

Para o presidente do Sindtanque-MG, Irani Gomes, os consumidores brasileiros, em especial os transportadores, não podem continuar sendo penalizados pelos altos custos dos combustíveis enquanto o governo e a petroleira divergem sobre a questão.

 

"Cobramos do governo e da Petrobras a extinção imediata do PPI e defendemos a implementação de uma nova política de reajustes de preços dos combustíveis, pois o mercado brasileiro não tem capacidade de suportar a precificação baseada na cotação internacional", argumenta.

 

O Preço de Paridade Internacional (PPI), implementado pela Petrobras em outubro de 2016, durante o governo do ex-presidente Michel Temer, é atrelado à variação do dólar e se baseia nos custos totais de importação para o cálculo dos combustíveis.

 

Mantida durante o governo Bolsonaro, o fim da política foi promessa de campanha de Lula.  

 

"Há anos, os transportadores brasileiros e a população em geral vêm sofrendo com os altos preços dos combustíveis. No caso dos transportadores, cujo diesel corresponde a cerca de 70% dos custos do frete, a situação se tornou insustentável", critica o líder sindical.

 

Para ele, o governo federal, que é dono de cerca de 30% da Petrobras, deveria decretar calamidade econômica no setor de combustíveis, devido aos altos custos do dólar e do barril de petróleo no mercado internacional. E, diante disso, transformar sua parte na Petrobras em um fundo para achatar a curva do aumento dos combustíveis.

 

"Precisamos de medidas emergenciais e concretas, pois do jeito que está não dá pra continuar", conclui Irani.

Leia mais em nosso portal👉🏼 link na bio

Curta e siga nossas redes #noticiasdejuizdefora, #juizdefora#juizdeforamg #rcwtv, #noticiasminasgerais, #pjf, #notíciasemjuizdefora, #notíciasemminasgerais, #brasil#mundo#juízdefora#juizdefora_mg#jf#ufjf#pmmg#pcmg#prefeiturajf#saudejf#juizdeforando#noticiasmg#esportes#jornalismo#jornalismoesportivo#política

 

Receba notícias da RCWTV no Whatsapp e fique por dentro das principais notícias que movimentam o nosso site! Participe do nosso grupo:

https://chat.whatsapp.com/EeSJvQx8kVA3J3kMmSevMw

 

Comentários:
Redação

Publicado por:

Redação

Portal de notícias criado em novembro de 2020 para informar a população sobre acontecimentos da cidade de Juiz de Fora e região.

Saiba Mais
rcwtv
rcwtv

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )