Anúncios Airlitgh

RCWTV - Sua fonte de notícias de Juiz de Fora e região.

Domingo, 21 de Abril de 2024
https://rezato.com.br/
https://rezato.com.br/

Personalidades

Romilton Faria - médico, escritor e político.

Conheça a história do Dr Romilton Faria, médico e político que trabalhou por JF, sendo vereador por três mandatos.

Redação
Por Redação
Romilton Faria -  médico, escritor e político.
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

Dr Romilton Faria é natural de Alto Jequitibá. Casado há 45 anos, tem quatro filhos (dois homens e duas mulheres) e sete netos. Gosta de escrever trovas e poesias, e assim integra a União Brasileira de Trovadores - Juiz de Fora, com várias premiações, nacionais e internacionais para a língua portuguesa, assim como no México, Texas- USA, Espanha, Argentina e Japão. É formado em Medicina e pós graduado em Medicina do Trabalho e perícias previdenciária.

Trabalhou como perito médico federal do INSS e médico da prefeitura por 39 anos. Publicou um livro de poesia " Cante ainda que baixo, uma história infantil, O menino penoso", teve duas músicas sertanejas gravadas pela dupla Osmar e Arantes, venceu o festival para escolha do hino da terra natal, se dedica até hoje a escrever poemas e trovas.  

Sua vida política começou desde pequeno quando acompanhava o pai que foi vereador por 12 anos e prefeito por duas vezes em Alto Jequitibá.  “Sempre gostei de política. Eu penso que todos deveriam participar, quem não participa não pode criticar, e,  nada muda se você não mudar. Você não precisa, necessariamente, de estar ocupando um cargo para participar”, afirma. 

Leia Também:

Dr Romilton Faria foi vereador por três mandatos em Juiz de Fora e nunca ocupou cargo público por indicação. Se afastou da política em 2008 e até hoje recebe convites para se candidatar novamente. “Todas as eleições, desde meu afastamento em 2008, sou assediado, convidado, o que me honra muito, mas tenho resistido. O futuro jamais nos pertenceu”, conta.

Ele avalia positivamente a sua carreira política: “deixei bons projetos, por exemplo a primeira cidade de Minas a acabar com o voto secreto, a segunda do Brasil a fazer a coleta seletiva do lixo hospitalar, a aplicação da licença maternidade de quatro para seis meses para as funcionárias do municipal, projeto que preconiza uma psicóloga em cada unidade de saúde e etc”, afirma. “Entendo que o eleitor, que é quem tem que avaliar, também aprovou, pois sempre estive entre os mais votados da cidade, mesmo as eleições que perdi, a legenda partidária tem prioridade ante ao voto pessoal”, completa.

Romilton recebeu do então 10° batalhão de infantaria a honraria de Soldado ilustre (por lá ter servido como soldado) e da Universidade Federal a medalha JK. “Tem que ter popularidade para ser eleito e capacidade para exercer o cargo proposto”, comenta. “As demais qualidades são inerentes ao ser humano em geral, seja político, eleitor ou exercer qualquer profissão”, finaliza.

Comentários:
Redação

Publicado por:

Redação

Portal de notícias criado em novembro de 2020 para informar a população sobre acontecimentos da cidade de Juiz de Fora e região.

Saiba Mais
rcwtv
rcwtv

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )