Anúncios Airlitgh

RCWTV - Sua fonte de notícias de Juiz de Fora e região.

Terça-feira, 18 de Junho de 2024
rcwtv
rcwtv

Política

Projeto oficializa participação de organizações da sociedade civil no combate à violência contra a mulher

Texto precisa passar pela análise de duas comissões na Câmara dos Deputados

Redação
Por Redação
/ 57 acessos
Projeto oficializa participação de organizações da sociedade civil no combate à violência contra a mulher
Zeca Ribeiro / Câmara dos Deputados
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
Zeca Ribeiro / Câmara dos Deputados
Laura Carneiro destaca a importância da participação da sociedade civil: "legitimidade"

O Projeto de Lei 5145/23 prevê a participação das organizações da sociedade civil nas políticas públicas de enfrentamento à violência contra a mulher.

Em análise na Câmara dos Deputados, a proposta altera a Lei Maria da Penha e a lei que autoriza o governo federal disponibilizar o disque denúncia para casos de violência contra a mulher (Lei 10.714/03).

Com isso, as entidades da sociedade civil passam a integrar, junto com poder judiciário, o ministério público e a defensoria pública, o esforço para combater a violência contra mulher, por meio de políticas públicas nas áreas de segurança pública, assistência social, assistência jurídica, saúde, educação, trabalho e habitação

Leia Também:

"A importância da participação dessas entidades pode ser observada na redução dos custos dos serviços para o Estado", afirma a autora do projeto, deputada Laura Carneiro (PSD-RJ). "Mais eficiência, menos burocracia e a possibilidade de participação da sociedade civil organizada em questões importantes, conferindo maior legitimidade às políticas públicas", acrescenta a deputada.

Segundo ela, a proposta oficializa a participação dessas entidades sem fins lucrativos nessa área.

O texto também autoriza que as organizações da sociedade civil colaborem com o Executivo para viabilizar e encorajar as denúncias de violência contra a mulher.

Tramitação A proposta será analisada de forma conclusiva pelas comissões de Defesa dos Direitos da Mulher e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Saiba mais sobre a tramitação de projetos de lei
FONTE/CRÉDITOS: Agência Câmara Notícias
Comentários:
https://rezato.com.br/
https://rezato.com.br/

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )