Anúncios Airlitgh

RCWTV - Sua fonte de notícias de Juiz de Fora e região.

Quarta-feira, 19 de Junho de 2024
https://rezato.com.br/
https://rezato.com.br/

Juiz de Fora

PJF e UFJF divulgam estudo para remodelação e otimização do transporte coletivo urbano

A apresentação foi realizada pelos professores doutores autores do estudo

Arthur Abrahão
Por Arthur Abrahão
/ 124 acessos
PJF e UFJF divulgam estudo para remodelação e otimização do transporte coletivo urbano
PJF
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

A Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) e a Prefeitura de Juiz de Fora (PJF)  divulgaram nesta segunda-feira, 23, os resultados do estudo de remodelação do transporte coletivo urbano, desenvolvido pelo corpo técnico da Universidade, para remodelação e otimização do transporte coletivo urbano no município. A apresentação foi realizada pelos professores doutores autores do estudo: Priscila Capriles, Mateus Costa e Leonardo Goliatt, e também pela prefeita Margarida Salomão. 

“O estudo nos apresentou um sistema de controle financeiro, garantindo elementos precisos para o pagamento acurado do subsídio da passagem e outro para a gestão operacional on-line do sistema, com dados constantemente atualizados. Um avanço imenso que só foi possível porque temos uma Universidade Federal em Juiz de Fora, com corpo docente extremamente qualificado. Hoje, deve ser dado um subsídio médio de R$1,64 pela Prefeitura, em cada passagem, para que nós possamos manter o preço a R$3,75. Além disso, podemos acompanhar mensalmente e de forma mais eficiente essa variação de custos, com base nas notas fiscais. Antes isso era feito por e-mail. Tudo será disponibilizado no Portal da Transparência para todos terem acesso, de forma clara”, destacou a prefeita, relembrando que anteriormente essa análise era feita apenas uma vez por ano, exatamente quando o preço da passagem era reajustado, medida recorrente até o ano 2019. 

Para desenvolver o projeto, o corpo técnico realizou visitas nas empresas responsáveis para prestação de serviço e entrevistou funcionários, como mecânicos, motoristas; foram feitas reuniões com os servidores da PJF e também com representantes de associações de bairro para entender a realidade operacional, as necessidades e os anseios de melhorias. 

Leia Também:

De acordo com o professor Mateus Costa, a planilha de cálculo da tarifa do transporte coletivo havia sido desenvolvida na década de 70, com licitação realizada em 2016, e a apuração dos custos era feita de forma manual, apenas uma vez por ano. “Agora, já estamos realizando a rotina mensal de apuração de custo, com um sistema que envolve notas fiscais eletrônicas, o que garante maior controle do sistema”, exemplificou. 

O sistema desenvolvido visa auxiliar no melhor planejamento da mobilidade urbana, na melhoria da eficiência, nos serviços prestados de forma consistente e uniforme, além de facilitar a comunicação entre os operadores. “Hoje conseguimos ter uma geolocalização de cada um dos 5.472 pontos de ônibus da cidade, conseguimos entender topografia da cidade para saber a quilometragem real percorrida, já que a topografia da cidade é muito acidentada. Com dados como este, o sistema gera novas rotas e quadros de horários de forma automática, considerando os pontos da topografia e a velocidade que os ônibus conseguem de fato circular em cada horário, no pico e entre picos e de acordo com o tipo de via. Assim, o quadro de horários pode ser ajustado mais adequadamente com a realidade", resumiu. 

Durante o evento, a professora Priscila Capriles explicou que sistema criado permite que a Prefeitura possa, por exemplo, fazer uma análise para que os pontos de ônibus localizados de modo que uma pessoa adulta leve, em média, até no máximo cinco minutos caminhando entre um ponto de ônibus e outro, tempo esse que considera também a topografia do terreno entre outros fatores, como por exemplo, a existência de uma passagem de nível. 

A criação do sistema também deu preferência ao uso de códigos abertos para que a administração pública possa aprimorá-los ao passar dos anos. As inovações incluem o desenvolvimento de três ferramentas computacionais para gestão de dados e informação, sendo uma para gerenciamento financeiro, outra para gerenciamento do transporte coletivo por ônibus e um site, este de acesso público, com quadros atualizados de horários e rotas. “Queremos que o sistema tenha durabilidade e que os proprietários intelectuais – PJF e UFJF - tenham a possibilidade de implementar essas mudanças”, destacou Capriles. 

Também estiveram presentes na coletiva de imprensa o secretário de Mobilidade Urbana e presidente do Comitê Gestor do Sistema de Transporte Coletivo, Tadeu David, a secretária de Governo, Cidinha Louzada, o Procurador Geral do Município, Marcus Motta e a secretária de Planejamento do Território e Participação Popular (Seppop), Janayna Ferreira.

FONTE/CRÉDITOS: PJF
Comentários:
Arthur Abrahão

Publicado por:

Arthur Abrahão

Jornalista formado pelo Centro de Ensino Superior de Juiz de Fora CES-JF em 2017.

Saiba Mais
rcwtv
rcwtv

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )