Anúncios Airlitgh

RCWTV - Sua fonte de notícias de Juiz de Fora e região.

Quinta-feira, 23 de Maio de 2024
https://rezato.com.br/
https://rezato.com.br/

Policial

Operação Decretados: Gaeco de Uberlândia cumpre 116 mandados de prisão contra integrantes do PCC

As ações ocorreram em Uberlândia, Tupaciguara e Ituiutaba, no Triângulo Mineiro, além de presídios em Minas Gerais e São Paulo

Ronã Guilherme
Por Ronã Guilherme
/ 91 acessos
Operação Decretados: Gaeco de Uberlândia cumpre 116 mandados de prisão contra integrantes do PCC
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

Nesta quinta-feira (18), uma operação do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), regional de Uberlândia, desencadeou o cumprimento de 116 mandados de prisão preventiva e 11 de busca e apreensão contra membros da organização criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC).

 

As ações ocorreram em Uberlândia, Tupaciguara e Ituiutaba, no Triângulo Mineiro, além de presídios em Minas Gerais e São Paulo.

Publicidade

Leia Também:

 

Os mandados foram cumpridos nos bairros Canaã, Laranjeiras, Integração, Morumbi, Alvorada e Shopping Park, em Uberlândia. A denúncia, já recebida pela 5ª Vara Criminal, atribui aos 116 denunciados crimes como organização criminosa, associação para o tráfico e tráfico ilícito de entorpecentes, além do ingresso de aparelhos celulares no sistema prisional.

 

A investigação teve início a partir de informações que indicavam que parte do PCC teria recebido, na ALA E do Presídio Professor Jacy de Assis, em Uberlândia, remessa de drogas e celulares devido a falhas no equipamento de segurança.

 

Durante a incursão nas celas dessa ala, conhecida como Pavilhão do PCC, foram encontradas porções de entorpecentes, aparelhos celulares e anotações que indicavam a organização interna da facção criminosa.

 

Segundo o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), as investigações revelam que os membros do PCC eram divididos em núcleos, responsáveis por diversas atividades ilícitas dentro do sistema prisional. Essas práticas visavam consolidar o poder da organização e criar uma economia paralela que beneficiasse seus interesses.

 

Desde 2020, o Gaeco de Uberlândia tem atuado de forma sistemática em investigações relacionadas ao PCC, especialmente após duas tentativas de homicídio contra policiais penais. Na operação de hoje, participaram quatro promotores de Justiça, dois delegados da Polícia Civil, além de efetivos do Gaeco, Polícia Penal e Polícia Militar, totalizando 20 policiais, 30 militares e 21 agentes do Gaeco, além do apoio de um helicóptero e 27 viaturas.

 

Mantenha seus amigos informados... Compartilhe esta matéria!

 

Acesse o nosso site e receba notícias da RCWTV no Whatsapp. Participe do nosso grupo e fique por dentro das principais notícias que movimentam o nosso site!

 

Curta e siga nossas redes sociais.

Comentários:
Ronã Guilherme

Publicado por:

Ronã Guilherme

Aluno do curso de Jornalismo da Universidade Estácio de Sá.

Saiba Mais
rcwtv
rcwtv

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )