Anúncios Airlitgh

RCWTV - Sua fonte de notícias de Juiz de Fora e região.

Sabado, 20 de Abril de 2024
https://rezato.com.br/
https://rezato.com.br/

Saúde

Infecção por dengue pode causar complicações em grávidas e puérperas

Referência para gestantes com arboviroses, Hospital Júlia Kubitschek atendeu, no último mês, quase cem pacientes com suspeita ou confirmação da doença

Bruno Bianchini
Por Bruno Bianchini
Infecção por dengue pode causar complicações em grávidas e puérperas
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
Imagens

A pior epidemia de dengue da história de Minas Gerais já apresenta mais de 500 mil casos prováveis da doença registrados em todo o estado. O cenário preocupante exige cuidados de toda a população, mas um público, em especial, necessita de ainda mais atenção: as gestantes e puérperas (mães que acabaram de dar à luz).Dados epidemiológicos do Ministério da Saúde mostram que o número de casos de dengue em gestantes aumentou 345,2% nas seis primeiras semanas deste ano, na comparação com o mesmo período de 2023. No Hospital Júlia Kubitschek (HJK), que é referência municipal no atendimento a gestantes com dengue, chikungunya ou zika, quase cem pacientes grávidas foram atendidas com a suspeita ou confirmação da doença nos últimos 30 dias.As alterações fisiológicas próprias da gravidez podem favorecer o surgimento de quadros ainda mais graves da doença, que incluem complicações hemorrágicas e acúmulo de líquido em determinados órgãos, como no pulmão, por exemplo.“Os sinais de alerta da dengue na gestação surgem, geralmente, entre 24 e 48 horas após diminuição do quadro febril. Podem aparecer sintomas como dificuldades respiratórias e sangramento de mucosas. Nesses casos, é imprescindível que a paciente procure atendimento médico, mesmo que já tenha sido atendida anteriormente pelo quadro de dengue”, explica Pollyanna Freire Barbosa Lima, ginecologista obstetra da maternidade do HJK.A maioria dos casos graves se dá pelo aumento da permeabilidade vascular (passagem de substâncias do sangue para os tecidos e vice-versa). A paciente pode entrar em choque quando uma grande quantidade de plasma (componente do sangue que transporta substâncias pelo corpo) é perdida por meio do extravasamento ou sangramento.Assim como as gestantes, as puérperas também têm risco maior de complicação, principalmente nas duas primeiras semanas após o parto. “O corpo ainda entende que a mulher está gestando. Então, ela também pode apresentar as alterações que a grávida teria. As puérperas nos primeiros dias pós-parto precisam ficar atentas”, afirma Pollyanna.MedicaçõesA ginecologista explica que gestantes que fazem uso de ácido acetilsalicílico (AAS) devem ter ainda mais cuidado. “Na gravidez, a mulher já não pode utilizar uma série de medicamentos e, com a dengue, essa restrição aumenta mais um pouco. Gestantes com dengue não podem utilizar anti-inflamatório e anticoagulante. Algumas medicações para dor e febre são liberadas para quem não possui alergias, a critério da avaliação médica. O uso do AAS, indicado para prevenção da pré-eclâmpsia, também deve ser avaliado pelo médico”, detalha a médica. PrevençãoAs gestantes não podem utilizar a vacina contra a dengue por ser um imunizante com agente atenuado (vírus vivo, porém, sem capacidade de produzir a doença). Então, a prevenção deve ser redobrada. “As mulheres grávidas devem usar repelentes aprovados pela Anvisa, à base de DEET ou icaridina. Também ajuda bastante utilizar roupas que cubram braços e pernas, a fim de reduzir a área exposta e a chance de picadas pelo mosquito Aedes aegypti”, orienta a ginecologista.

 

Atendimento cuidadosoNo fim de janeiro deste ano, a dona de casa Isabela Carvalho Barcelos, à época com 34 semanas de gestação, precisou procurar o atendimento da maternidade do Hospital Júlia Kubitschek, quando começou a apresentar os sintomas de dengue.“Foi a primeira vez que tive. Senti, de início, muita dor de cabeça e nos olhos e o corpo quente. Quando fui ver, estava com febre e muita dor na musculatura do corpo. Foi aí que procurei a maternidade. Depois do primeiro atendimento, tive que fazer um acompanhamento na unidade para monitorar a quantidade de plaquetas, pois as minhas ficaram muito baixas. O atendimento foi excelente, olharam meus exames, pediram ultrassom para ver como estava o bebê, enfim, me acolheram muito bem. Não precisei ficar internada”, conta.ReferênciaA Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig) elaborou o Plano de Contingência de Enfrentamento à Dengue, que prevê a ativação de serviços de acordo com a situação epidêmica e a demanda do gestor municipal.A maternidade do Hospital Júlia Kubitschek passou a ser referência no atendimento a gestantes suspeitas e confirmadas com dengue, chikungunya ou zika. O serviço de urgência funciona 24 horas.A unidade tem expertise no atendimento epidêmico. Durante a pandemia de covid-19, foi referência no cuidado a gestantes suspeitas ou confirmadas com a doença. O HJK conta com 23 leitos e 51 poltronas para hidratação oral e venosa, dedicados aos casos de arboviroses. Outras unidades da Fhemig estão dando suporte nesse atendimento, como o Hospital Eduardo de Menezes, referência no atendimento a doenças infectocontagiosas, o Hospital Cristiano Machado, em Sabará, e o Hospital Infantil João Paulo II.  O Plano de Contingência também inclui o Hospital Regional João Penido, em Juiz de Fora, que pode ser usado como retaguarda para o atendimento aos casos de dengue, conforme necessidade do gestor municipal.

Leia Também:

Acesse nosso site www.saudeempautauba.com 

Curta a nossa página https://www.facebook.com/saudeempautauba 

Inscreva no nosso canal https://www.youtube.com/@saudeempautauba 

 

 

FONTE/CRÉDITOS: SES/MG
Comentários:
Bruno Bianchini

Publicado por:

Bruno Bianchini

Lorem Ipsum is simply dummy text of the printing and typesetting industry. Lorem Ipsum has been the industry's standard dummy text ever since the 1500s, when an unknown printer took a galley of type and scrambled it to make a type specimen book.

Saiba Mais
rcwtv
rcwtv

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )