Anúncios Airlitgh

RCWTV - Sua fonte de notícias de Juiz de Fora e região.

Quarta-feira, 24 de Abril de 2024
https://rezato.com.br/
https://rezato.com.br/

Giro de Notícias

Gestão integrada de saúde melhora custos e produtividade

O uso de tecnologia e softwares adequados podem otimizar e melhorar a gestão nas empresas

A Notícia em Primeira Mão .
Por A Notícia em Primeira Mão .
Gestão integrada de saúde melhora custos e produtividade
Divulgação Safe Care
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

No balanço financeiro do ano passado, as empresas do setor de saúde apresentaram resultados financeiros abaixo do esperado, principalmente as de grande porte. Segundo a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), de janeiro a setembro de 2022, as operadoras médico-hospitalares registraram resultado líquido negativo de R$ 3,4 bilhões. A sinistralidade acumulada passou de 88,84% no 2º trimestre de 2022 para 90,30% no terceiro trimestre. Esses números indicam que 90% do que foi arrecadado com os planos foram gastos com assistência à saúde. As informações são da Agência Brasil.

Os altos custos dos planos de saúde corporativos estão em constante análise nas grandes corporações, uma vez que representam o segundo maior gasto das companhias, atrás apenas da folha de pagamento. Diante de um cenário que exige melhor administração dos recursos financeiros, muitas empresas perdem milhões de reais com a má gestão dos planos de saúde que são oferecidos aos colaboradores como benefícios. Essas informações foram observados e analisadas pela Safe Care

"O problema maior é que as empresas não administram saúde como negócio, e sim, olhando apenas para o impacto imediatista financeiro. O objetivo é ter uma gestão completa para ganho de produtividade e eficiência, evitando impactos futuros", afirma Karen de Boer, diretora operacional da Safe Care, empresa especializada na área de gestão de benefício saúde.

Leia Também:

E é neste campo de oportunidades que existem empresas focadas na gestão 360º de saúde, com alto investimento em novas tecnologias, implementação de programas de saúde, e que vem contribuindo fortemente para mudar esse cenário, colocando o RH como centro da estratégia, minimizando o seu operacional e trazendo benefícios claros financeiros.

Tecnologia

A adoção de indicativos de gestão de saúde no ambiente de trabalho, com o uso de tecnologia e softwares, como o Facility Safe e o B.I. Safe Health, têm papel relevante para as empresas adotarem medidas assertivas nas tomadas de decisão. Trabalhar com inteligência de dados é uma realidade que traz impactos positivos em todo o ecossistema de gestão de saúde dentro das companhias, pois impactam todas as variáveis; desde o entendimento de medidas de bem-estar a serem implementadas às questões de auditorias de custos médicos, impacto financeiro, absenteísmo e índices de sinistralidade. “Sem tecnologia é impossível controlar todas as variáveis, entendê-las e tomar medidas corretas e assertivas”, diz Karen de Boer.

Ela explica que cruzar dados e interpretar todas as movimentações relacionadas à saúde dos colaboradores de uma empresa, por meio de um sistema de gestão, é crucial para a adoção de medidas que tragam retorno concreto. “A gestão da saúde é essencial no controle de gastos, na identificação de abusos e ainda é eficaz ao oferecer indicativos que permitam corrigir rotas e promover medidas preventivas inclusive de saúde e bem-estar dos funcionários; estimulando ações como programas de saúde mental e física, entre outras alternativas que os impactam positivamente”, finaliza.

Sistema Integrado de gestão

A Safe Care criou um sistema integrado de gestão 360 para detectar falhas no uso do benefício, melhorar a produtividade do colaborador e garantir economia. Sua implementação em uma das empresas atendidas pela Safe Care, permitiu identificar abusos na utilização do plano por parte dos funcionários e que estavam aumentando substancialmente os índices de absenteísmo da companhia.

Karen conta que os colaboradores apresentavam atestados de consulta particular, mesmo com o benefício saúde concedido pela corporação. Na auditoria feita pela Safe Care foram identificados mais de 1.500 dias de atestados, gerando em torno de R$ 500 mil de prejuízo à empresa, provocado pela ausência do funcionário e pela baixa produtividade.

Na maioria dos casos, tratavam-se de funcionários que tentavam ‘ganhar’ períodos de descanso usando a rede médica particular. Com recursos de auditoria dos custos médicos da e realização de triagem dos casos, é possível identificar as ocorrências verdadeiras e que realmente precisavam de orientação médica, e separar de ‘fraudes’.

Sobre a Safe Care

Fundada em 2007, a Safe Care é especialista em gestão integrada e auditoria do benefício saúde. A empresa investiu mais de R$ 2 milhões na plataforma exclusiva Facility Safe, um software de gestão estratégica de saúde que permite detectar falhas, cumprir metas para alcançar a redução de custos, garantir o bem-estar dos beneficiários, além de proporcionar ao RH a otimização de todos os seus processos.



Website: http://www.safecarebeneficios.com.br
FONTE/CRÉDITOS: DINO
Comentários:
rcwtv
rcwtv

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )