Anúncios Airlitgh

RCWTV - Sua fonte de notícias de Juiz de Fora e região.

Segunda-feira, 22 de Julho de 2024
rcwtv
rcwtv

Justiça

Diretor da Ricardo Eletro é condenado por sonegação fiscal

Sentença da 3ª Vara Criminal de Contagem resulta em pena de 1 ano e 10 meses de detenção e 131 dias multa

Carlos Aquino
Por Carlos Aquino
/ 74 acessos
Diretor da Ricardo Eletro é condenado por sonegação fiscal
MPMG
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

A 3ª Vara Criminal de Contagem acolheu a denúncia do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) e condenou o diretor administrativo-financeiro do Grupo Máquinas de Vendas, controlador da Ricardo Eletro, à pena de 1 ano e 10 meses de detenção e 131 dias multa por crimes de sonegação fiscal cometidos entre os anos de 2016 e 2020. A denúncia teve origem na Operação Direto com o Dono, realizada em 2020 pelo MPMG, Polícia Civil e Secretaria de Fazenda de Minas Gerais.

Segundo a decisão judicial, os diretores do Grupo Máquina de Vendas executaram uma política de sonegação fiscal na empresa controladora da Ricardo Eletro, causando um prejuízo de aproximadamente R$ 400 milhões aos cofres do Estado de Minas Gerais. O ex-proprietário do grupo confessou a prática da sonegação fiscal no início de 2023, firmando um acordo com o MPMG.

O diretor do grupo, responsável pelo setor administrativo e financeiro, foi condenado por atuar na prática da sonegação fiscal, ordenando o não repasse do tributo ao Estado de Minas Gerais. Após a Operação Direto com o Dono, a Ricardo Eletro entrou em recuperação judicial, fechando suas lojas físicas e demitindo centenas de empregados.

Leia Também:

O promotor de Justiça Fabio Reis de Nazareth destacou que essa é a primeira condenação por crime de apropriação indébita tributária relacionada aos crimes praticados pela Ricardo Eletro. Ele informou que a sentença ainda cabe recurso e que a cobrança do valor da dívida está vinculada à recuperação judicial da empresa, seguindo a ordem legal de créditos prioritários. Os acusados têm o direito de recorrer em liberdade.

 

Se você achou esta matéria interessante e relevante, compartilhe com seus amigos e familiares.

Para receber as principais notícias do dia na palma da sua mão, participe do nosso grupo no WhatsApp. Lá, você terá acesso a atualizações em tempo real. Não perca tempo, junte-se a nós agora.

Comentários:
Carlos Aquino

Publicado por:

Carlos Aquino

Cursando Jornalismo na Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)

Saiba Mais
https://rezato.com.br/
https://rezato.com.br/

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )