Anúncios Airlitgh

RCWTV - Sua fonte de notícias de Juiz de Fora e região.

Sexta-feira, 01 de Marco de 2024
https://rezato.com.br/
https://rezato.com.br/

Giro de Notícias

Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa

Docente do Senac explica o que é e como este tipo de agressão pode ser identificada e evitada

Arthur Abrahão
Por Arthur Abrahão
Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa
Senac Minas  
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

A violência contra idosos pode ser definida como qualquer ato ou comportamento que cause danos, sofrimento ou angústia a uma pessoa idosa, que é considerada vulnerável devido a diversos fatores. Infelizmente, essa violência pode ocorrer em diferentes contextos, como em casa, em instituições de longa permanência ou na comunidade em geral. 

“Abordar a violência contra idosos requer sensibilidade. Uma dica é escolher um momento adequado, ser respeitoso e empático. Use uma linguagem clara, ouça atentamente e valide os sentimentos do idoso. Forneça informações e recursos, mantenha a confidencialidade e ofereça suporte contínuo. Adaptar às necessidades do idoso é essencial para uma comunicação eficaz”, explica Karyne Souza, Instrutora de Formação Profissional do Curso de Cuidador de Idosos do Senac em Juiz de Fora. 

Segundo a docente, a identificação de abusos em idosos pode ser um desafio, pois, muitas vezes, as vítimas podem ter medo, vergonha ou dificuldade em relatar o abuso. É possível observar alguns pontos, como:  

Publicidade

Leia Também:

  • Mudanças comportamentais (o idoso pode apresentar alterações repentinas e inexplicáveis em seu comportamento, como isolamento, apatia, depressão, ansiedade, medo, agitação ou mudanças de humor); 
  • Lesões físicas inexplicáveis, descuido pessoal (deterioração repentina nos cuidados pessoais como falta de higiene adequada, roupas sujas, perda de peso inexplicada ou desnutrição); 
  • Mudanças financeiras (o idoso pode ter dificuldades financeiras inexplicáveis, contas em atraso, transferências bancárias suspeitas).

Conheça os tipos de violência 

Violência física: envolve o uso da força física e causa dor, lesões, e pode até levar à morte. Inclui as agressões, empurrões, tapas, apertos, beliscões, queimaduras, entre outros. 

Violência psicológica: esse tipo causa angústia emocional, como insultos, ameaças, intimidação, humilhação, isolamento social, manipulação emocional, chantagem emocional, entre outros. Falar "você já está velho, não serve para mais nada", "você só me dá trabalho" ou "não vejo a hora de você morrer" pode ser considerada uma violência contra a pessoa idosa, além de ser muito cruel. 

Violência econômica ou patrimonial: ocorre quando há exploração financeira, incluindo roubo, fraude, extorsão, abuso de procuração, induzir o idoso para obter acesso a dinheiro ou bens, ou controle indevido dos recursos financeiros da pessoa idosa. 

Violência sexual: envolve qualquer forma de atividade sexual não consensual, incluindo o contato físico forçado, coerção sexual, exibicionismo ou qualquer outra forma de abuso sexual. 

Negligência: ocorre quando uma pessoa responsável por cuidar de um idoso não fornece os cuidados adequados, como negligência de necessidades básicas, falta de cuidados médicos adequados, negação de medicação ou falta de supervisão adequada. 

Abandono: refere-se à situação em que um idoso é deixado sozinho ou não recebe a assistência adequada, seja intencionalmente ou por negligência. 

Curso de Cuidador de Idosos na luta contra a violência  

O Senac em Minas oferece o Curso de Cuidador de Idosos, no qual os alunos realizam ações de prevenção frente a situações de vulnerabilidade social, psicológica e física às quais os idosos estão expostos. Isso é feito considerando as diretrizes do Estatuto do Idoso, de acordo com as orientações da equipe multiprofissional. Durante o curso, são discutidas as formas de violência que os idosos podem enfrentar, como identificar sinais de abuso, negligência ou exploração, e como agir em situações de violência.  

Os cuidadores de idosos recebem orientações sobre os protocolos adequados de relato de casos de violência e encaminhamento para os serviços apropriados, como a polícia, serviços sociais e abrigos. Além disso, eles também são treinados para reconhecer e lidar com questões relacionadas à saúde física e mental dos idosos, prevenção de quedas, cuidados com medicamentos, entre outros aspectos relevantes para garantir o bem-estar geral dos idosos sob seus cuidados. 

"Os profissionais desempenham um papel fundamental na conscientização da violência contra idosos. Eles devem estar atentos aos sinais de violência, estabelecer uma comunicação aberta com os idosos, informá-los sobre seus direitos e recursos disponíveis, promover a prevenção da violência por meio de boas práticas de cuidado e encaminhar adequadamente casos de violência às autoridades competentes. Além disso, os cuidadores podem se envolver em programas de conscientização e educação da comunidade para combater a violência contra idosos", explica Karyne. 

Como denunciar abusos contra idosos? 

  • Disque 100: O Disque 100 é um serviço nacional de denúncias que abrange casos de violência contra idosos, crianças, mulheres e outras situações de violação de direitos humanos. Ele funciona 24 horas por dia, todos os dias da semana, e as denúncias são anônimas.
  • Delegacia de Polícia: Poderá ser feita uma denúncia na delegacia de polícia mais próxima. Deverá explicar a situação e fornecer todos os detalhes relevantes para que a polícia possa investigar e tomar as medidas necessárias.
  • Profissionais de saúde: Se houver uma suspeita de abuso poderá entrar em contato com os profissionais de saúde responsáveis, como médicos, enfermeiros ou assistentes sociais. Eles têm a obrigação de relatar abusos e podem ajudar a lidar com a situação.

Sobre o Senac Minas  

Com um olhar atento às tendências mundiais e no contexto da Revolução 4.0, o Senac, que faz parte do Sistema Fecomércio MG, Sesc, Senac e Sindicatos Empresariais, que integra a CNC - Confederação Nacional do Comércio, tem como propósito oferecer educação profissional de qualidade, com base nas demandas empresariais e sociais, e nas tendências do mundo do trabalho, da inovação e dos princípios de sustentabilidade. O portfólio de cursos da instituição é desenvolvido com base na necessidade do mercado, considerando pesquisas, estudos e contatos diretos com os empresários. São 40 unidades educacionais distribuídas no estado e 12 carretas móveis que reproduzem os ambientes das salas de aula. 

O Senac oferece opções de cursos livres, técnicos, graduação e MBA, que permitem uma formação complementar transversal, o chamado itinerário formativo. O aluno pode traçar sua trajetória partindo dos cursos de formação inicial chegando ao ensino superior ou vice-versa. Além disso, a variedade de segmentos de atuação (gestão, saúde, gastronomia, comércio, idiomas, tecnologia da informação, moda, segurança, beleza, meio ambiente, turismo, design, produção de alimentos, entre outros) corroboram com uma formação diferenciada. 

 

Receba notícias da RCWTV no Whatsapp e fique por dentro das principais notícias que movimentam o nosso site! Participe do nosso grupo:
https://chat.whatsapp.com/EeSJvQx8kVA3J3kMmSevMw

 

Curta e siga nossas redes sociais


#noticias de juiz de fora, #juiz de fora, #rcwtv, #noticias minas gerais, #pjf, #notícias em juiz de fora, #notícias em minas gerais, #noticias mg

 

FONTE/CRÉDITOS: Senac Minas  
Comentários:
Arthur Abrahão

Publicado por:

Arthur Abrahão

Jornalista formado pelo Centro de Ensino Superior de Juiz de Fora CES-JF em 2017.

Saiba Mais
rcwtv
rcwtv

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )