Anúncios Airlitgh

RCWTV - Sua fonte de notícias de Juiz de Fora e região.

Quinta-feira, 22 de Fevereiro de 2024
rcwtv
rcwtv

Política

CPMI do 8 de Janeiro vota relatório final no próximo dia 18

Parecer será lido no dia 17; cronograma já considera pedido de vista, que deve ser apresentado para adiar a votação

Redação
Por Redação
CPMI do 8 de Janeiro vota relatório final no próximo dia 18
Bruno Spada/Câmara dos Deputados
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
Bruno Spada/Câmara dos Deputados
O presidente e a relatora da CPMI

O presidente da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) do 8 de Janeiro, deputado Arthur Oliveira Maia (União-BA), confirmou a leitura do relatório da senadora Eliziane Gama (PSD-MA) na próxima terça-feira (17), a partir das 9 horas. Também serão lidos os votos em separado que devem ser apresentados por parlamentares de oposição.

Como é certo que haverá pedido de vista, já há um acordo para votar o relatório final no dia seguinte.

A CPMI começou seus trabalhos em maio. Desde então, ouviu dezenas de investigados e testemunhas. Entre eles, os ex-chefes do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) Augusto Heleno e Gonçalves Dias; o ex-ajudante de ordens de Jair Bolsonaro, coronel Mauro Cesar Cid; e as pessoas presas por planejarem a explosão de um caminhão-tanque no aeroporto de Brasília no fim de 2022.

Publicidade

Leia Também:

Quem depôs na CPMI do 8 de Janeiro

Relembre Uma semana após a posse do presidente Lula, um grupo de radicais defensores de um golpe de estado invadiu e depredou as sedes dos três Poderes. Centenas de pessoas foram presas.

Veja as imagens dos estragos causados pelos invasores no prédio da Câmara TV Câmara mostra o rastro de destruição deixado pelos invasores no Congresso

No mesmo dia, o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), repudiou o vandalismo. No dia seguinte, os presidentes dos três Poderes divulgaram uma nota em defesa da democracia brasileira e o Plenário da Câmara aprovou a intervenção federal no DF.

No fim de abril, o Congresso criou a CPMI para investigar os atos de ação e omissão ocorridos no dia 8 de janeiro.

O colegiado, que é presidido pelo deputado Arthur Oliveira Maia (União-BA), é composto por 16 senadores e 16 deputados.

O que é e como funciona uma comissão parlamentar de inquérito
FONTE/CRÉDITOS: Agência Câmara Notícias
Comentários:
https://rezato.com.br/
https://rezato.com.br/

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )