Anúncios Airlitgh

RCWTV - Sua fonte de notícias de Juiz de Fora e região.

Segunda-feira, 22 de Julho de 2024
https://rezato.com.br/
https://rezato.com.br/

Política

Comissão de Constituição e Justiça aprova criação de Programa Pequenos Escritores na educação básica

Projeto de lei segue para análise do Senado

Redação
Por Redação
/ 42 acessos
Comissão de Constituição e Justiça aprova criação de Programa Pequenos Escritores na educação básica
Vinicius Loures/Câmara dos Deputados
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
Vinicius Loures/Câmara dos Deputados
Aureo Ribeiro, relator da proposta na CCJ

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) da Câmara dos Deputados aprovou o Projeto de Lei 1224/11, que cria o Programa Pequenos Escritores, a ser executado nas escolas públicas de ensino infantil, fundamental e médio.

De acordo com o texto aprovado, as escolas deverão criar uma oficina para a leitura e produção de textos. Também deverão ser selecionadas, a partir de critérios estabelecidos pelas instituições de ensino, obras produzidas pelos alunos, para serem lançadas em ambiente fora da escola. 

As finalidades do programa são:

Leia Também:

despertar e propiciar aos alunos um maior contato com leitura e produção de textos; estimular o melhor desempenho dos alunos a partir da possibilidade de lançamento de seus livros em ambiente fora da escola; incentivar a participação da iniciativa privada na educação das crianças e jovens; e ser instrumento de valorização e motivação da criança e do jovem. 

Ainda de acordo com a proposta, o Poder Executivo deverá definir o órgão competente para acompanhamento e fiscalização do programa. 

O relator, deputado Aureo Ribeiro (Solidariedade-RJ), deu parecer favorável ao projeto de autoria do deputado Weliton Prado (Solidariedade-MG) e do ex-deputado Ricardo Izar. Ele apresentou, porém, emenda que retirou do texto a previsão de que o Poder Executivo regulamentasse a lei no prazo de 180 dias a partir de sua publicação. 

Ribeiro também acatou emendas da Comissão de Finanças e Tributação que excluíram da proposta a previsão de que a União disponibilizasse verba para Estados e Municípios para financiar o programa e que as despesas decorrentes da execução da lei correriam à conta das dotações orçamentárias próprias, suplementadas se necessário. 

O projeto tramitou em caráter conclusivo e poderá seguir ao Senado, a menos que haja recurso para votação pelo Plenário da Câmara.

Saiba mais sobre a tramitação de projetos de lei

FONTE/CRÉDITOS: Agência Câmara Notícias
Comentários:
rcwtv
rcwtv

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )