Anúncios Airlitgh

RCWTV - Sua fonte de notícias de Juiz de Fora e região.

Sexta-feira, 23 de Fevereiro de 2024
https://rezato.com.br/
https://rezato.com.br/

Política

Comissão aprova política de enfrentamento ao Alzheimer e outras demências

Projeto ainda será analisado pelo Plenário da Câmara

Redação
Por Redação
Comissão aprova política de enfrentamento ao Alzheimer e outras demências
Bruno Spada/Câmara dos Deputados
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
Bruno Spada/Câmara dos Deputados
Laura Carneiro fez apenas ajuste de redação no texto

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) da Câmara dos Deputados aprovou projeto de lei que cria a  Política Nacional de Enfrentamento à Doença de Alzheimer e Outras Demências.

O Projeto de Lei 4364/20, do Senado, recebeu parecer pela constitucionalidade da relatora, deputada Laura Carneiro (PSD-RJ), que fez apenas um ajuste de redação no texto. A proposta ainda depende de análise pelo Plenário da Câmara.

Saiba mais sobre a tramitação de projetos de lei

A política de enfrentamento ao Alzheimer e outras doenças, segundo o texto aprovado, deve ter a participação de instituições de pesquisa, comunidade acadêmica e científica e sociedade civil. O poder público fica obrigado a orientar as redes pública e privada de saúde sobre as doenças, incluindo a identificação de sinais e sintomas em fases iniciais.

Publicidade

Leia Também:

Segundo a proposta, órgãos gestores do Sistema Único de Saúde (SUS) deverão incluir, em banco de dados, as notificações relativas à ocorrência das enfermidades. O objetivo é facilitar a disseminação de informação clínica e apoiar a pesquisa médica. O SUS também deverá apoiar o desenvolvimento de tratamentos e medicamentos.

A política nacional deverá seguir o Plano de Ação Global de Saúde Pública da Organização Mundial da Saúde em Resposta à Demência e estimular hábitos de vida visando à promoção da saúde e a prevenção de comorbidades.

O Alzheimer foi descrito pela primeira vez em 1906, pelo psiquiatra alemão Aloysius Alzheimer (1864-1915). Apresenta-se como demência ou perda de funções cognitivas (memória, orientação, atenção e linguagem), causada pela morte de células cerebrais.

Quando diagnosticada no início, é possível retardar o seu avanço e ter mais controle sobre os sintomas, garantindo melhor qualidade de vida ao paciente e à família, conforme explica a Associação Brasileira de Alzheimer.

FONTE/CRÉDITOS: Agência Câmara Notícias
Comentários:
rcwtv
rcwtv

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )