Anúncios Airlitgh

RCWTV - Sua fonte de notícias de Juiz de Fora e região.

Quinta-feira, 18 de Julho de 2024
https://rezato.com.br/
https://rezato.com.br/

Política

CNA defende limites à taxação do setor agropecuário para apoiar reforma tributária

Taxações à reforma tributária no agronegócio

Redação
Por Redação
/ 349 acessos
CNA defende limites à taxação do setor agropecuário para apoiar reforma tributária
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

São Paulo (Reuters) - A Confederação da Agricultura e Pecurária do Brasil (CNA) defendeu nesta quarta-feira sete pontos prioritários para constar no relatório final do deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB) sobre a Reforma Tributária, incluindo uma alíquota do agronegócio de até 20% da alíquota padrão, como ocorre em outros países.

Para apoiar a reforma, o Presidente da CNA, João Martins, também reinvindicou que o imposto seletivo não pode incidir sobre insumos agropecuários ou sobre alimentos ¨caso contrário irá elevar o custo de vida da população e gerar comulatividade tributária, um dos problemas que pretende eliminar do sistema atual.

¨A CNA irá apoiar a reforma tributária se esses pontos forem atendidos. A Confederação e a FPA (Frente Regulamentar da Agropecuária) estão juntas nas negociações com o relator Aguinaldo Ribeiro para que esses pontos sejam levados em consideração na proposta de ¨Reforma Tributária¨, afirmou a nota.

Leia Também:

Nesta quarta-feira, governantes de Estados afirmaram que estão favoráveis à Reforma Tributária, defendendo alguns ajustes, como foi o caso do Governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (União Brasil). Ele chamou a atenção para que não haja aumento na tributação no setor do agronegócio. Recentemente a Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS) afirmou ter se surpreendido com a ausência de isenção tributária a alimentos da cesta básica.

A proposta de emenda à Constituição (PEC) da reforma estabelece uma alíquota única como regra geral, que sofrerá redução de 50% para bens e serviços específicos - os valores numéricos das alíquotas serão definidos posteriormente por projeto de lei.

Pela proposta do relator, serão beneficiados com descontos alimentos e produtos agropecuários e extrativos, entre outros.

A CNA, principal entidade do setor agropecuário, defendeu ainda que pequenos e médios produtores rurais não devem ser contribuintes diretos do novo Imposto sobre Valor Agregado (IVA),¨também como ocorre em países como Espanha e Alemanha, e que  seja criado um Regime Especial para Agricultura, Pecuária e ´Pesca.

Comentários:
Redação

Publicado por:

Redação

Portal de notícias criado em novembro de 2020 para informar a população sobre acontecimentos da cidade de Juiz de Fora e região.

Saiba Mais
rcwtv
rcwtv

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )