Anúncios Airlitgh

RCWTV - Sua fonte de notícias de Juiz de Fora e região.

Sabado, 20 de Abril de 2024
rcwtv
rcwtv

Economia

Aumento dos casos de dengue pode causar prejuízo de R$ 20 bilhões à economia brasileira

O crescente número de casos de dengue não apenas afeta a saúde da população, mas também pode gerar um impacto significativo na economia nacional

Ronã Guilherme
Por Ronã Guilherme
Aumento dos casos de dengue pode causar prejuízo de R$ 20 bilhões à economia brasileira
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

O crescente número de casos de dengue e outras doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti em 2024 não apenas afeta a saúde da população, mas também pode gerar um impacto significativo na economia nacional. Um estudo realizado pela Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (FIEMG) estima que esse impacto pode chegar a R$ 20,3 bilhões.

De acordo com a pesquisa, o Brasil enfrenta o risco de uma queda de até R$ 15,1 bilhões em seu Produto Interno Bruto (PIB) devido à redução da produtividade causada pelos efeitos dessas doenças. Além disso, os custos relacionados ao tratamento podem atingir a marca de R$ 5,2 bilhões. Esse impacto econômico tem o potencial de resultar na perda de quase 215 mil postos de trabalho, comprometendo a geração de cerca de R$ 3,8 bilhões em massa salarial.

O estudo considera três arboviroses – dengue, zika e chikungunya – em um cenário esperado com 4,2 milhões de infectados no país, conforme divulgado pelo Ministério da Saúde para o ano de 2024. Esses números alarmantes são resultado dos impactos causados por alterações climáticas, como o El Niño, que provoca ondas de calor e chuva. O documento ressalta a importância de medidas preventivas e de controle para mitigar esses impactos.

Leia Também:

Para João Gabriel Pio, economista-chefe da FIEMG, “o estudo evidencia os impactos econômicos e sociais das arboviroses na sociedade”. Ele explica ainda que os gastos com tratamento podem chegar a R$ 5,2 bilhões ao ano, valor suficiente para subsidiar o programa Bolsa Família para mais de 716 mil famílias. “Os custos com a saúde não são o único obstáculo”, explica Pio. Segundo ele, “o absenteísmo, decorrente do afastamento do trabalho acarreta prejuízos significativos para a atividade econômica”.

Juliana Gagliardi, economista da FIEMG, diz que “é urgente a necessidade de políticas públicas eficazes no combate às arboviroses, não apenas para proteger as pessoas, mas também para reduzir os impactos econômicos atrelados a essas doenças”.

Com mais de 1 milhão de casos de dengue registrados em 2024 e uma estimativa de 4,2 milhões para o ano, o Brasil já enfrenta uma rápida expansão da doença, que se tornou epidêmica em sete estados e obrigou 154 municípios a declarar emergência de saúde, incluindo 114 em Minas Gerais.

Mantenha seus amigos informados... Compartilhe esta matéria!
 
Acesse o nosso site e receba notícias da RCWTV no Whatsapp. Participe do nosso grupo e fique por dentro das principais notícias que movimentam o nosso site!

Curta e siga nossas redes sociais.

Comentários:
Ronã Guilherme

Publicado por:

Ronã Guilherme

Aluno do curso de Jornalismo da Universidade Estácio de Sá.

Saiba Mais
https://rezato.com.br/
https://rezato.com.br/

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )