Anúncios Airlitgh

RCWTV - Sua fonte de notícias de Juiz de Fora e região.

Sabado, 20 de Abril de 2024
https://rezato.com.br/
https://rezato.com.br/

Saúde

Alerta em Minas Gerais: Casos de Dengue Disparam em 2024

Campanha intensiva de prevenção é crucial diante do aumento alarmante de notificações e óbitos por dengue

Marcus Macedo
Por Marcus Macedo
Alerta em Minas Gerais: Casos de Dengue Disparam em 2024
Emater-MG / Divulgação
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

Minas Gerais enfrenta uma crise de dengue sem precedentes em 2024, com um aumento exponencial de casos registrados pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG). Até 15 de fevereiro, o estado contabilizou 62.872 casos da doença, marcando um crescimento de quase 700% em relação ao mesmo período de 2023. O número de fatalidades causadas pela dengue também aumentou drasticamente, atingindo um índice 500% maior do que no ano anterior. Esse cenário desafiador reforça a importância de medidas preventivas eficazes tanto em áreas urbanas quanto rurais.

A engenheira ambiental Jane Terezinha Leal, coordenadora estadual de Saneamento Ambiental da Emater-MG, enfatiza a necessidade de eliminar os criadouros do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya. Ela destaca que, mesmo em áreas rurais, é essencial que os proprietários estejam atentos aos possíveis locais de proliferação do mosquito. O lixo, por exemplo, deve ser adequadamente acondicionado e armazenado em recipientes fechados para evitar o acúmulo de água.

Outras medidas recomendadas incluem a manutenção e limpeza de vasos de plantas, calhas, caixas d'água e quaisquer outros recipientes que possam acumular água. Além disso, é importante o uso de cloro em reservatórios de água para prevenir o desenvolvimento de larvas do mosquito.

Leia Também:

Leal também ressalta a importância de uma gestão adequada do esgoto doméstico rural, apontando para os riscos à saúde causados pela destinação inadequada do esgoto. Ela sugere a adoção de tecnologias de baixo custo, como a fossa de evapotranspiração (Tevap), como solução para esse problema.

A situação alarmante exige uma ação coordenada e contínua de prevenção para combater o avanço da dengue e outras doenças transmitidas pelo Aedes aegypti. Com o ciclo de reprodução do mosquito variando de 5 a 10 dias, a população deve permanecer vigilante e adotar medidas preventivas para proteger a saúde pública. Os sintomas dessas doenças incluem febre, dores nas articulações e erupções cutâneas. Em caso de agravamento, é imprescindível buscar atendimento médico imediatamente.

FONTE/CRÉDITOS: Emater-MG
Comentários:
Marcus Macedo

Publicado por:

Marcus Macedo

Saiba Mais
rcwtv
rcwtv

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )