RCWTV - Sua fonte de notícias de Juiz de Fora e região - noticias , juiz de fora , rcwtv

Coluna/Opinião

Alimentação no inverno

A médica nutróloga Alice Amaral dá dicas de como se alimentar no clima mais frio

Alimentação no inverno
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Com o frio, o organismo gasta mais energia para se manter aquecido.
Ocorre um aumento do metabolismo para produzir calor e, por este motivo,
sentimos mais fome. Porém, o consumo excessivo de alimentos pode
acarretar prejuízos à nossa saúde, aumentando, entre outras coisas, o
risco de doenças cardiovasculares.

Segundo a médica nutróloga Alice Amaral, "é importante destacar, que
nesta estação, o calibre dos vasos sanguíneos diminui, ocasionando mais
incidentes de Acidente Vascular Cerebral (AVC) e Infarto Agudo do
Miocárdio. E também, é comum acontecer um aumento do peso corporal, pois
geralmente as pessoas também param de fazer atividades físicas. Além do
aumento de doenças cardiovasculares, o frio reduz a capacidade de defesa
do nosso organismo (ocorre uma diminuição da nossa imunidade,
favorecendo o aparecimento de infecções, como gripes e resfriados),
problemas respiratórios (rinite e asma), alterações do humor, (desânimo,
depressão), dores articulares, aumento do volume urinário, pele seca e
lábios ressecados, sendo que as crianças e os idosos são os mais
afetados por esses problemas".

Portanto, é preciso ingerir muito líquido, de preferência a água
(essencial para manutenção do metabolismo e para prevenir o ressecamento
da pele e melhorar a circulação e a respiração).

Segundo Alice Amaral, "devemos lançar mão de chás, que além de ajudar na
hidratação, desenvolvem uma ação terapêutica, auxiliando na digestão,
circulação, insônia e ansiedade. O chocolate amargo quente ( acima de
70% cacau) aumenta a produção da serotonina (hormônio da felicidade),
controlando a ansiedade e diminuindo a depressão". Confira mais dicas:

Uma tacinha de vinho tinto seco, que tem ação vasodilatadora e causa
sensação de aquecimento.

Importante usar alimentos funcionais, que além de nutrir aumentam o
mecanismo de defesa do organismo e ajudam na prevenção e, até no
tratamento de várias patologias.
O conteúdo continua após o anúncio

Alimentos ricos em vitamina C (kiwi, laranja, morango, abacaxi, lichia e
limão);

Ômega 3 (sardinha, azeite de oliva extra virgem e semente de linhaça)

Oxido Nítrico (amêndoas, avelã e lentilhas)

Zinco e selênio (peixes, castanhas e sementes)

Glutamina (ovos, carnes)

Vitamina A (abóbora, cenoura, manga, brócolis e espinafre)

Completo B (gema do ovo, nozes, abacate, banana, verdura verde)

Atenção

Evite sopas industrializadas, embutidos, frituras e temperos prontos.
Não abuse do sal, dê preferência aos assados e cozidos. Lembre-se que
nós temos o tripé da saúde, que é uma boa alimentação, atividade física
regular e o sono.

 

Todas as publicações e comentários são de total responsabilidade dos autores. As opiniões emitidas não representam o posicionamento da RCWTV. Nosso portal reserva-se o direito de moderar todo o conteúdo expresso, incluindo exclusão de mensagens desrespeitosas, xingamentos, insultos a seus colaboradores e agressões. Caso encontre algum conteúdo que viole nossos termos, denuncie ou entre em contato conosco!

Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )